As Primeiras Coisas

com 1 comentário

Escritores > Bruno Vieira Amaral > As Primeiras Coisas


Ano: 2013 | Editora: Quetzal

Prémio Literário José Saramago 2015
Prémio Literário Fernando Namora 2013
Prémio PEN Clube Narrativa 2013
Livro do Ano 2013 | Revista Time Out
Prémio Novos 2013 | Categoria Literatura

Quem matou Joãozinho Treme-Treme no terreno perto do depósito da água? O que aconteceu à virginal Vera, desaparecida de casa dos pais a dois meses de completar os dezasseis anos? Quem foi o homem que, a exemplo do velho Abel, encontrou a paz sob o céu pacífico de Port of Spain? Porque é que os habitantes do Bairro Amélia nunca esquecerão o Carnaval de 1989? Quem é que poderá saber o nome das três crianças mortas por asfixia no interior de uma arca? Onde teria chegado Beto com o seu maravilhoso pé esquerdo se não fosse aquela noite aziaga de setembro? Quantos anos irá durar o enguiço de Laura? De que mundo vêm as sombras de Ernesto, fabuloso empregado de mesa, Fernando T., assassinado a 26 de dezembro de 1999, Jaime Lopes, fumador de SG Ventil, Hortênsia, que viveu e morreu com medo de tudo? Quando é que Roberto, anjo exterminador, chegará ao bairro para consumar a sua vingança?
Memórias, embustes, traições, homicídios, sermões de pastores evangélicos, crónicas de futebol, gastronomia, um inventário de sons, uma viagem de autocarro, as manhãs de Domingo, meteorologia, o Apocalipse, a Grande Pintura de 1990, o inferno, os pretos, os ciganos, os brancos das barracas, os retornados: a Humanidade inteira arde no Bairro Amélia.


Comprar livros de Bruno Vieira Amaral: VER LIVRARIAS


Um comentário

  1. AntonioGanhao
    | Responder

    As primeiras coisas são essa memória, relato disperso das vidas do Bairro Amélia. A força da escrita de Bruno Vieira Amaral confere a estas vidas uma autenticidade que cresce para além destas páginas. Vivem de novo e de uma forma muito especial.

Comentar