Aqui, Douro

com Sem comentários

Escritores > António Cabral > Aqui, Douro


Ano: 1961 | Editora: Edição de Autor

Aqui, Douro. O Paraíso
Do vinho e do suor.
Dum rio, no verão, ossudo e magro,
Como as pessoas,
Quando as águas se recolhem às sombras
Cortadas apenas pelos assobios dos barqueiros
E pescadores,
Sonhadores e descalços,
(Ah os pobres são todos sonhadores!)
Quando o sangue é puxado aos braços
Pelo sol e pela mágoa
Que formam aqui a mesma alma.


Comprar livros de António Cabral: VER LIVRARIAS


Comentar