Isabela Figueiredo distinguida com o Prémio Urbano Tavares Rodrigues – FENPROF

com 1 comentário

O Prémio Urbano Tavares Rodrigues – FENPROF 2017 foi atribuído ao romance ‘A Gorda’, da autoria de Isabela Figueiredo (Editorial Caminho, 2016).

O júri foi constituído por Paulo Sucena, José Manuel Mendes e Teresa Martins Marques

“Este prémio tem como finalidade distinguir obras literárias, de poesia e ficção narrativa, em anos alternados, de professores no ativo ou aposentados, de qualquer grau de educação e de ensino, público ou privado, e também de docentes deslocados em outros serviços ou funções.”

O valor do prémio é de 7500,00€ e a entrega do mesmo à autora galardoada ocorrerá numa cerimónia pública a realizar posteriormente.

“De acordo com o regulamento que a FENPROF e a SABSEG estabeleceram, este prémio alterna a poesia (Prémio António Gedeão) e a ficção (Prémio Urbano Tavares Rodrigues) e pretende valorizar o trabalho dos professores, também para além do que é a sua exigente atividade na escola.”

Em 2016, o júri atribuiu o Prémio literário (Prémio António Gedeão, de Poesia) a Nuno Júdice, pelo seu livro “A Convergência dos Ventos” (Dom Quixote, 2015) e em 2015 (Prémio Urbano Tavares Rodrigues, de ficção) a Lídia Jorge, pelo seu livro ‘Os Memoráveis’ (Dom Quixote, 2014).

 

Um comentário

  1. Parabéns para a autora.
    é um prémio com contornos peculiares, já que é atribuído a professores (no activo ou não) e cujo objectivo é a valorização dos professores. Lindo!
    Bem que o merecem.

Comentar