Rui Miguel Fragas

com Sem comentários

Escritores > Rui Miguel Fragas

Data Nasc: Naturalidade: São Miguel de Poiares

Na web:


Rui Miguel Fragas, pseudónimo de Rui Féteira, nasceu em 1964, em São Miguel de Poiares, distrito de Coimbra.

Licenciado em Filosofia na Universidade de Coimbra é professor do ensino secundário.

Publicou alguns poemas e contos nas revistas “Alma Azul” e “Aeroplano”.

É co-fundador do grupo de teatro “Páteo das Galinhas” da Figueira da Foz.

Publicou a sua primeira obra, ‘O Nome das Árvores’, em 2014.

Foi distinguido com o Prémio Aldónio Gomes, em 2015, com o livro ‘O Rumor das Máquinas’.

Participou, em 2016, na antologia ‘As Vozes de Isaque – Derivações Poéticas a partir da obra O Último Poeta’ (Poética Edições).

Em 2017, venceu a VII edição do concurso Poesia na Biblioteca, Condeixa-a-Nova, com o poema ‘O cão de pavese’.

.

Obras Publicadas:

O Nome das Árvores, Poética Edições, 2014

Não sei se o Vento, Poética Edições, 2015

O Rumor das Máquinas, Universidade de Aveiro, 2015

A Última Rodada, Poética Edições, 2017


Principais Obras Publicadas

A Última Rodada
2017, Poética Edições

“O mundo está reduzido a cinzas, soluçou uma das mulheres, ao seu lado. Ardeu o mundo inteiro e no meio do borralho arde agora a memória de tudo quanto ardeu. Nada disso, ripostou o coveiro. De acordo com o que vem escrito na bíblia, ardeu, quanto muito, uma terça parte … Ler mais

Não sei se o Vento
2015, Poética Edições

“[…] Esta é a nossa lida ouvir as árvores escutar o vento, semear trigo e papoilas na terra brava e lutar contra os tiranos.”

O Rumor das Máquinas
2015, Universidade de Aveiro

O Rumor das Máquinas de Rui Miguel Fragas, pseudónimo de Rui Féteira, é o vencedor do IV Prémio Literário Aldónio Gomes 2015 do Departamento de Línguas e Culturas da Universidade de Aveiro. A obra divide-se em três livros: Livro I: A origem das máquinas; Livro II: As máquinas do tempo; … Ler mais

O Nome das Árvores
2014, Poética Edições

O nome das árvores Há quem olhe as árvores como quem olha as árvores e guarda no bolso dois nomes para cada árvore. As árvores não morrem no interior da sombra. Quem é que sabe que saber até ao fim do mundo é pouco mais do que nada. Quem sabe … Ler mais


Comprar livros de Rui Miguel Fragas: VER LIVRARIAS

Comentar