Rui Cardoso Martins

com Sem comentários

Escritores > Rui Cardoso Martins

Data Nasc: Naturalidade: Portalegre

Na web: Facebook


Rui Cardoso Martins nasceu em 1967, em Portalegre, e tirou o Curso Superior de Comunicação Social da Universidade Nova de Lisboa.

É jornalista fundador do Público, onde mantém a crónica “Levante-se o Réu” (Pública), das mais antigas da imprensa portuguesa, com dois prémios Gazeta de Jornalismo. Como repórter cobriu, entre outros acontecimentos, o cerco de Sarajevo e Mostar, na Guerra da Bósnia, e as primeiras eleições livres na África do Sul.

Argumentista fundador e sócio das Produções Fictícias, é cocriador do programa satírico “Contra-Informação”, para o qual escreveu desde o primeiro episódio.

Foi coautor de “Herman Enciclopédia”, escreveu para “Conversa da Treta” (rádio, televisão e teatro) e para o “Inimigo Público”.

É, igualmente, o coautor da série dramática “Sociedade Anónima”, da RTP.

No cinema, é autor do argumento e guião originais da longa-metragem “Zona J”.

O seu primeiro livro, “E Se Eu Gostasse Muito de Morrer”, de 2006, foi publicado em Espanha e na Hungria. O seu segundo livro, “Deixem passar o homem invisível”, foi premiado com o Grande Prémio de Romance e Novela, da Associação Portuguesa de Escritores/Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas.


Principais Obras Publicadas

Levante-se o Réu Outra Vez
2016, Tinta da China

NOVO VOLUME DAS MELHORES CRÓNICAS DE RUI CARDOSO MARTINS com PREFÁCIO DE ANTÓNIO LOBO ANTUNES. Ao longo de 20 anos, Rui Cardoso Martins assistiu a mais de 700 casos de justiça em sessões públicas de tribunal. Depois, fixou-os num registo literário de efeitos ora cómicos, ora comoventes, sempre com uma … Ler mais

Um rapaz sobe a rua de uma cidade de província. O Interior é igual em toda a parte. Mas hoje vai mudar. Ele traz um segredo terrível no bolso do kispo. Faz calor na província dos suicidas. Dá vontade de rir: uma cidade em que até o coveiro se mata… … Ler mais

Levante-se o Réu
2015, Tinta da China

«Levante-se o Réu contava histórias dos tribunais portugueses, com pessoas reais e crimes verdadeiros, mas havia quem julgasse que eram inventados. Que os réus, acusadores, testemunhas e magistrados seriam personagens de ficção. Mas não eram nem podiam. Todas as semanas eu voltava, por assim dizer, ao local do crime: ao … Ler mais

O Osso da Borboleta
2014, Tinta da China

Uma cidadezinha atlântica portuguesa, hoje. Tem praia, casino, pescadores, bandidos, o rasto dos refugiados judeus da Segunda Guerra. Nesta terra consumida pela grandeza do passado — ou a falsa memória de que já foi grande — um homem escondeu-se do mundo, num sótão. Fala com as pombas e com deusinhos … Ler mais

O narrador parte com quatro amigos, todos eles a atravessarem uma fase menos boa nas suas vidas, para uma viagem através dos Estados Unidos da América. De Nova Iorque até ao Sul profundo e em seguida para o Norte, até às Cataratas do Niagara, já na fronteira com o Canadá, … Ler mais

Durante uma grande enxurrada em Lisboa, um homem – cego desde os 8 anos, advogado – cai numa caixa de esgoto aberta, situada junto da igreja de S. Sebastião da Pedreira. Na mesma altura, um escuteiro que regressava de uma actividade na mesma igreja é também arrastado para o mesmo … Ler mais

Na confusão do mundo, um rapaz sobe a rua. O Interior é igual em toda a parte. Mas hoje vai mudar. Ele traz um segredo terrível no bolso do kispo. Faz calor na província dos suicidas. Dá vontade de rir: uma cidade em que até o coveiro se mata… São … Ler mais


Comprar livros de Rui Cardoso Martins: VER LIVRARIAS


Vídeo

Mais vídeos >>

Comentar