Rubem Fonseca

com Sem comentários

Escritores > Rubem Fonseca

Data Nasc: 11/05/1925 Naturalidade: Juiz de Fora, Minas Gerais

Na web:


José Rubem Fonseca, escritor brasileiro, nasceu em Juiz de Fora, Minas Gerais, no dia 11 de maio de 1925.

Formado em Direito pela Universidade do Rio de Janeiro, exerceu várias atividades antes de dedicar-se exclusivamente à literatura (1958).

Estreou-se na publicação com o livro de contos ‘Os Prisioneiros’, em 1963.

Recebeu vários Prémios, entre eles, a Coruja de Ouro, o Kikito do Festival de Gramado, o Prémio Jabuti (6 vezes) e o Prémio Correntes d’Escritas.

Em 2003, recebeu o Prémio Camões, o mais prestigiado galardão literário para a língua portuguesa.

Foi agraciado em 2015 com o Prémio Machado de Assis, concedido pela Academia Brasileira de Letras pelo conjunto da sua obra.

“Rubem Fonseca é um dos autores mais emblemáticos da literatura brasileira que se desenvolve a seguir ao desgaste da temática rural, e se concentra sobretudo nos meandros urbanos e suburbanos de cidades como o Rio de Janeiro. “‘Secreções, Excreções e Desatinos’ é um conjunto de curtas estórias (…) onde se continua a reconhecer o universo corrosivo do autor.
“Estórias rápidas, mordazes, negras, surreais, desfechos inesperados, visão impiedosa do género humano na zona sul da Cidade Maravilhosa, que se reconhece, entre Ipanema e o Leblon, chegando-se à Barra, mas que naturalmente se estende a qualquer outra contemporaneidade.” Maria da Conceição Caleiro, Mil Folhas, jornal Público (26/4/03).

 

Bibliografia

Romance:

O Caso Morel, 1973

A Grande Arte, 1983 (Prémio Jabuti 1984)

Bufo & Spallanzani, 1986 (Prémio Casino da Póvoa/Correntes d’Escritas 2012)

Castas Emoções e Pensamentos Imperfeitos, 1988

Agosto, 1990

O Selvagem da Ópera, 1994

E do meio do mundo prostituto só amores guardei ao meu charuto, 1997

O Doente Molière, 2000

Diário de um Fescenino, 2003

Mandrake, a Bíblia e a Bengala, 2005

O Seminarista, 2009

José, 2011

Contos & Outros:

Os prisioneiros, 1963

A coleira do cão, 1965

Lúcia McCartney, 1969 (Prémio Jabuti 1970)

O homem de fevereiro ou março, 1973

Feliz Ano Novo, 1975

O cobrador, 1979

Romance negro e outras histórias, 1992

O buraco na parede, 1995 (Prémio Jabuti 1996)

Histórias de amor, 1997

A confraria dos espadas, 1998

Secreções, excreções e desatinos, 2001 (Prémio Jabuti 2002)

Pequenas criaturas, 2002

64 Contos de Rubem Fonseca, 2004

Ela e outras mulheres, 2006

O romance morreu (crónicas), 2007

Axilas e Outras Histórias Indecorosas, 2011

Amálgama, 2013 (Prémio Jabuti 2014)

Histórias Curtas, 2015

Calibre 22, 2017


Principais Obras Publicadas

Histórias Curtas
2016, Sextante Editora

Neste seu novo livro, Rubem Fonseca opta de novo pela concisão, tal como fizera na coletânea Amálgama, vencedora do Prémio Jabuti 2015. Junta desta vez trinta e oito histórias curtas, por vezes curtíssimas, nas quais volta a abordar brilhantemente, de forma crua mas delicada, temas já recorrentes na sua obra mais … Ler mais

Eu ainda não sabia o seu nome, que depois descobri ser Maria Pia. Ela já estava sentada quando vi os seus braços, braços finos, que para o meu bisavô não causariam o menor interesse, ele provavelmente os acharia feios. Além do mais, Maria Pia usava uma manga cavada e os … Ler mais

O selvagem da ópera
2015, Sextante Editora

Romance, biografia, argumento cinematográfico: O selvagem da ópera é tudo isto, pela pena brilhante de Rubem Fonseca. Tem como protagonista o compositor Antônio Carlos Gomes, autor de O guaranie de outras óperas outrora famosas e hoje esquecidas, como Fosca, Salvator Rosa, Maria Tudor e Il schiavo . Ao relatar a trajetória do músico brasileiro – a sua partida do … Ler mais

Amálgama
2014, Sextante Editora

Um assassino de anões que reflete sobre o amor; um homem que mata gatos e cães mas tem pudor em proferir palavras torpes; um rapaz que odeia gente má e usa a sua bicicleta como instrumento da justiça; vários escritores frustrados. No mais recente livro de Rubem Fonseca, os contos … Ler mais

Agosto
2013, Sextante Editora

1 de agosto de 1954, Rio de Janeiro. Um empresário é assassinado, e na sede da Presidência federal planeia-se mais um crime. O atentado falhado contra o jornalista Carlos Lacerda e uma série de mortes violentas conduzirão ao suicídio de Getúlio Vargas, um dos grandes dramas da História do Brasil. … Ler mais

A Grande Arte
2013, Sextante Editora

«O assassinato de duas prostitutas, no Rio de Janeiro, que, de início, parece obra de um maníaco sexual, abre uma caixa de Pandora de onde vão brotando, no decorrer de uma ação trepidante, as complexas ramificações de um tenebroso sindicato do crime. A história passa-se em boîtes e bares sórdidos, … Ler mais

Bufo & Spallanzani
2013, Sextante Editora

«Quando chegou ao local do encontro, Guedes já sabia que Delfina não estava a dormir, como chegaram a supor as pessoas que a encontraram, devido à tranquilidade do seu rosto e à postura confortável do corpo no assento do carro. Guedes, porém, havia tomado conhecimento, ainda na delegacia, do ferimento … Ler mais

José
2012, Sextante Editora

Ao falar de sua infância José tem que recorrer à sua memória e sabe que ela o trai, pois muita coisa está sendo relembrada de maneira inexata, ou foi esquecida. Mas ele gostaria de concluir, ao fim dessas lembranças tumultuadas, que a memória pode ser uma aliada da vida. Sabe … Ler mais

O Seminarista
2011, Sextante Editora

Para o protagonista de O seminarista, matar não causa remorso, mas também não causa prazer. É apenas o seu trabalho, que lhe permite dedicar-se àquilo que realmente ama: livros, filmes e mulheres. Quando decide que já é hora de abandonar a profissão, descobre que não é tão imune aos efeitos … Ler mais


Comprar livros de Rubem Fonseca: VER LIVRARIAS

Comentar