Julián Fuks

com Sem comentários

Escritores > Julián Fuks

Data Nasc: 08/11/1981 Naturalidade: São Paulo, Brasil

Na web: Facebook


Julián Fuks, filho de pais argentinos, nasceu em São Paulo, em 1981. É um escritor e crítico literário brasileiro.

Publicou o primeiro livro, “Fragmentos de Alberto, Ulisses, Carolina e eu”, em 2004, tendo então sido distinguido com o Prémio Nascente da Universidade de São Paulo.

Em 2007, o escritor foi finalista do Prémio Jabuti com o livro “Histórias de Literatura e Cegueira”. Em 2012, ano em que foi considerado pela revista Granta um dos vinte melhores jovens escritores brasileiros, seria igualmente finalista do Prémio Portugal Telecom, actual Oceanos, e do Prémio São Paulo de Literatura, com “Procura do romance”.

Em 2016, ganhou o Prémio Jabuti na categoria romance e ficou em segundo lugar no Prémio Oceanos de Literatura em Língua Portuguesa com o livro “A Resistência”, romance com o qual venceu o Prémio Saramago, em 2017.

Obras publicadas:

Fragmentos de Alberto, Ulisses, Carolina e eu (7 Letras, 2004)

Histórias de Literatura e Cegueira: Borges, João Cabral e Joyce (Record, 2007)

Procura do romance (Record, 2012)

A resistência (Companhia das Letras, 2015)


Principais Obras Publicadas

A Resistência
2016, Companhia das Letras

Prémio José Saramago 2017. Prémio Jabuti do Romance 2016. “Meu irmão é adotado, mas não posso e não quero dizer que meu irmão é adotado”, anuncia, logo no início, o narrador deste romance. O leitor descobre-se à partida imerso numa memória pessoal que se revela também social e política. Do … Ler mais

Procura do Romance
2012, Record (BR)

Existe uma história, se toda metáfora e toda memória são insatisfatórias?, pergunta este romance. Ao escrever, Julián Fuks aplica-se no combate entre a consciência extrema da narração, comandada pela desconfiança de que toda palavra é um desvio das ocorrências, e a força das lembranças, que Sebastián está convocando e revivendo, … Ler mais

“Histórias de Literatura e Cegueira: Borges, João Cabral e Joyce” (Record, 2007) é uma obra de ficção sobre outra ficção. O autor Julián Fuks percorre a cegueira de três ícones da literatura internacional: o argentino Jorge Luis Borges, o brasileiro João Cabral de Melo Neto e o irlandês James Joyce. … Ler mais

Tinha aquele olhar cinematográfico, atento, fechado, aquele que tanto lhe agradava. Sentiu-se feliz por isso. Feliz não, contente. Olhou nas mãos, olhou velocidades. Olhou passos, e sapatos. Poucos tinham saltos. Quantos ali, quantos daqueles passantes, antecipavam suas inevitáveis perdas? Quantos tinham perdas e quantos ainda iam ter? Quantos daqueles passos … Ler mais


Comprar livros de Julián Fuks: VER LIVRARIAS

Comentar