José António Franco

com Sem comentários

Escritores > José António Franco

Data Nasc: Naturalidade: Coimbra

Na web:


José António Franco nasceu em Coimbra.

Licenciado em Filologia Germânica, professor, poeta e ficcionista, divulgador de poesia, e dinamizador de oficinas de escrita, tem-se dedicado à didática da poesia, trabalhando essencialmente com crianças do Ensino Básico e realizando conferências e ações de formação para professores, educadores e bibliotecários.
Foi bolseiro Fulbright (Comissão Cultural Luso-Americana), na State University of New York, College at Potsdam, 1979.
Foi galardoado no Prémio Alves Redol de Revelação de Conto, em Vila Franca de Xira, aquando das Comemorações de 50 anos de Gaibéus de Alves Redol, 1990.
Venceu o X Prémio de Conto Joaquim Namorado, instituído pela Câmara Municipal da Figueira da Foz, 1993.
Em 1997, foi galardoado pelo Instituto de Inovação Educacional no Concurso “Experiências Inovadoras no Ensino” pelo projeto A Poesia como Estratégia.

É Formador de professores. Formador da Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas.

Bibliografia:

Véspera Tardia, poemas, Coimbra, assinado com o pseudónimo de António Simões, 1986,

Pedra Fecunda, poemas, Coimbra, 1987;

Histórias e Morais, Coimbra, 1992;

Paisagem sem Noite, poemas, colecção Poesia, Livraria Minerva, Coimbra, 1993;

“O Frigorífico”, in Contos Premiados, X Prémio Joaquim Namorado, Câmara Municipal da Figueira da Foz, 1996;

“A poesia como estratégia”, in José António Franco et al, Experiências Inovadoras no Ensino: inovação pedagógica, coleção Práticas Pedagógicas, nº 6, Instituto de Inovação Educacional, Lisboa, 1998;

A Poesia como Estratégia, Campo das Letras, coleção Campo da Educação, Porto, 1999;

“Corpinteiro”, in Crónica Jornalística — Século XX, antologia organizada por Fernando Venâncio, Círculo de Leitores, 2004;

Histórias e Morais, Pé de Página, Coimbra, Novembro, 2005;

Verso a Verso (PNL), Antologia Poética, com Textos de Luísa Ducla Soares, José Manuel Ribeiro, Vergílio Alberto Vieira, Amadeu Baptista, Nuno Higino e Francisco Duarte Mangas, ilustrações de João Concha, Editora Trinta-Por-Uma-Linha, Porto, 2009;

Versos de Respirar (PNL), Calendário, Coimbra, 2009;

O Melro Envergonhado, Lápis de Memórias, Coimbra, 2011;

Rimas e Castanholas, Trinta-Por-Uma-Linha, Porto, 2012;

A Poesia como Estratégia, Tropelias & Companhia, Porto, 2012;

Pandeiretas Cornetins e Rimas Assins, Tropelias e Companhia, 2014;

Caderno Tolos de Versos sem Miolo, Livros do Corvo, 2017;


Principais Obras Publicadas

A Poesia Como Estratégia
2012, Trinta por uma Linha

As crianças, hoje, crescem depressa para serem adultos cedo. Um amadurecimento compulsivo, sem tempo nem reversibilidade. De facto, as sociedades modernas estão a matar a palavra, a imaginação e a sensibilidade, ingredientes fundamentais de uma educação global para uma cidadania lúcida, criativa, humanista e feliz. Essencialmente destinado a professores, A … Ler mais

Versos de Respirar
2009, Calendário de Letras

Plano Nacional de Leitura Livro recomendado para o 1º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada. O poema inspira o Universo E sílaba a sílaba Expira lucidez e liberdade Lengas Lengas para filhos e netos com Versos e Alegria de respirar!


Comprar livros de José António Franco: VER LIVRARIAS


Notícias

De momento, não temos noticias sobre este escritor.

Comentar