Joana Bértholo

com Sem comentários

Escritores > Joana Bértholo

Data Nasc: 21/06/1982 Naturalidade: Lisboa

Na web: Site Facebook


Joana Bértholo chega a Lisboa em 1982, à Índia em 2003, a Berlim em 2007, a Buenos Aires em 2009, e a Sevilha em 2012.

Chega a estudar Design, chega a escrever uma tese de mestrado sobre práticas artísticas de intervenção social mas segue direto para o doutoramento em Estudos Culturais.

Embora muito jovem (n. 1982) recebeu já os seguintes prémios:

– Prémio Maria Amália Vaz de Carvalho (Câmara Municipal de Loures, 2009) com o livro Diálogos para o Fim do Mundo (Editorial Caminho, 2010)

– 1.º lugar no Concurso Literário Persona (2006)

– Prémio Jovens Criadores – Literatura (Clube Português de Artes e Ideias, 2005)

– Prémio Jovens Criadores 2005 com o texto Boa- Nova

– Prémio Escrevendo a Partir da Pintura (Fundação Calouste Gulbenkian, 2000)

[fotografia de Luís de Barros ©]


Principais Obras Publicadas

Museu do Pensamento
2017, Editorial Caminho

Este Museu é especialíssimo porque se dedica a compilar e proteger um bem essencial… Já alguma vez pensaram onde vão parar os pensamentos depois de passarem pela vossa cabeça? O que é que lhes acontece? Nunca pensaram nisso? Nunca mesmo? Nunca tiveram assim um pensamento tão grande, tão pesado, que … Ler mais

Inventário do Pó
2015, Caminho

Neste livro, a cada um dos 18 temas do álbum de música eletrónica Um Argentino no Deserto, de René Bertholo, corresponde um conto. Os contos começam quando o pintor começa, em 1935, e seguem uma cronologia que se aproxima e afasta da vida dele, das pessoas em torno dele, das … Ler mais

O Lago Avesso
2013, Caminho

Ella Bouhart, coreógrafa consagrada, vive num sexagésimo quarto andar, no centro de uma metrópole, de onde avista um enorme jardim, ao fundo do palco, observa a cada dia as diferentes tonalidades de um lago. Esse lago representa o seu horizonte, até onde não é capaz de ir, os territórios da … Ler mais

Havia
2012, Caminho

Havia muitas histórias, entre elas: Havia uma rapariga que todas as manhãs saía para tomar café com um poema Havia uma ilha rodeada de terra por todos os lados Havia um sentimento sem nome Havia, uma, vírgula, com, uma, gritante, necessidade, de, protagonismo,,, Havia um Ricardo que queria ser um … Ler mais

Há uma história de amor, num tempo futuro após o fim do mundo, quando o amor ganhou sentidos novos ou deixou até de fazer sentido. Junto com o cinema, os museus e o próprio tempo. Há um famoso general do exército vermelho e uma velha que se lembra de tudo, … Ler mais


Comprar livros de Joana Bértholo: VER LIVRARIAS

Comentar