Horácio Bento de Gouveia

com Sem comentários

Escritores > Horácio Bento de Gouveia

Data Nasc: 05/09/1901 Naturalidade: Ponta Delgada

Na web: Site


Horácio de Ornelas Bento de Gouveia nasceu na freguesia de Ponta Delgada, São Vicente, em 1901.

Estudou na Escola do Pico, em Ponta Delgada, no Liceu do Funchal e na Faculdade de Letras de Lisboa, onde se licenciou em Ciências Históricas e Geográficas, em 1930.

A sua vida dedicada às Letras repartiu-se pela produção literária, pela actividade docente e pelo jornalismo. Foi colaborador da imprensa, jornalista, professor, ensaísta, conferencista, cronista e ficcionista, tendo publicado crónicas, contos e romances, bem como desenvolvido outras actividades.

Em 1980, foi homenageado pela Câmara Municipal do Funchal, tendo-lhe sido atribuída a Medalha de Ouro da Cidade e dado o seu nome à Escola Preparatória da Cruz de Carvalho, passando esta a denominar-se Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos Dr. Horácio Bento de Gouveia. Em Outubro do mesmo ano, foi igualmente homenageado pela Câmara Municipal de São Vicente, com uma medalha e uma lápide na sua Casa do Ladrilho, em Ponta Delgada.

Faleceu a 23 de Maio de 1983, no Funchal.

Em 1986, a casa onde nasceu veio a ser transformada em Casa-Museu.

Obras publicadas:

Romance

Ilhéus, pref. Aquilino Gomes Ribeiro. Coimbra Editora, 1949.

Lágrimas correndo mundo. Coimbra Editora, 1959.

Águas mansas, pref. Carlos Lélis. Coimbra Editora, 1963.

Canga, pref. Aquilino Ribeiro. Coimbra Editora, 1975.

Torna-viagem. Coimbra Editora, 1979.

Margareta. Edição da Câmara Municipal do Funchal. 1980.

Luísa Marta, pref. Horácio Miranda Bento de Gouveia. Dir. Regional dos Assuntos Culturais, 1986.

Crónicas, Contos e Ensaios

Páginas de jornalismo. Pap. Minerva, 1933.

Canhenhos da Ilha. Junta Geral do Distrito Autónomo do Funchal, 1966.

Alma negra e outras almas. Edição de Autor. 1972.

Crónicas do norte. S. Vicente: Câmara Municipal, 1994.

Escritos da Juventude, 1919-1930, org. de Mª de Fátima Gouveia Soares, editorial Eco do Funchal, com prefácio de Agustina Bessa-Luís. 2001.

O Natal na Cidade, a Festa no Campo. edição da SRTC-DRAC, Funchal, selecção de textos e com nota de apresentação de Nelson Veríssimo. 2001.

Escritos 2: 1930-1939 / compil. de M.ª de Fátima Gouveia Soares, 2007

Escritos 3: 1940-1949 / compil. de M.ª de Fátima Gouveia Soares, 2008

Escritos 4: 1950-1959 / compil. de M.ª de Fátima Gouveia Soares, 2011

Tabita: fragmento para uma novela, 2013

Escritos 5: 1960-1969 / compil. de M.ª de Fátima Gouveia Soares, 2014


Principais Obras Publicadas

Canga
2008, Empresa Municipal 'Funchal 500 anos' [4ª edição]

“Em 1946, Horácio Bento de Gouveia lança-se à escrita de um admirável fresco, visando ilustrar a injustiça gritante de que padecia certo mundo rural madeirense, bem como a evolução dos costumes da sociedade funchalense dos anos vinte. […] Apresenta a sua terra e as suas gentes e representa-se a si … Ler mais

Luísa Marta
1986, Dir. Regional dos Assuntos Culturais

Com este romance – escrito nos últimos anos de vida do autor e publicado postumamente -, Horácio Bento de Gouveia constrói uma tocante escrita de memórias, interagindo com uma narrativa ficcional, comungando ambas do mesmo tempo e espaço históricos. Esta estratégia literária permite a articulação entre a ficcionalidade e a … Ler mais

Torna-viagem
1979, Coimbra Editora

Torna-viagem é, como assume o autor no subtítulo, o romance do emigrante, em que, sempre no dizer do mesmo, “o descritivismo e a narrativa possuem uma inteireza, um visualismo e uma sobriedade retórica de estilo clássico”. O romance, cuja acção tem início na viragem dos anos trinta para quarenta e fim por … Ler mais

Canhenhos da Ilha 
1966, Junta Geral do Distrito Autónomo do Funchal

Canhenhos da Ilha contém crónicas que, à semelhança das ilustrações que insere, se apresentam como esbocetos de figuras e situações de interesse etnográfico, com especial incidência nas actividades e cerimónias tradicionais que enquadram a “vida ilhoa”. Manuel F. Rosa (1980: 31) descreveu a monografia nos termos que se enunciam: “Todo o … Ler mais

Ilhéus
1949, Coimbra Editora

Começa a acção principal do romance em 1914, no sítio da Lombada, freguesia de Ponta Delgada (Madeira), “terreola atrasadinha, de convivência rústica” e, paralelamente, em jeito de contraponto, decorre também no Funchal e em Lisboa. O tema do romance é o drama da colonia, regime que vigorava e que prendia à … Ler mais

Nas palavras de Horácio Bento de Gouveia, Páginas de Jornalismo “é constituído por crónicas e entrevistas de inquérito à vida intelectual portuguesa das quais se salientam as do Dr. Vieira de Almeida, Hernâni Cidade e Agostinho Fortes; foi a primeira aventura literária, por isso mesmo noto certas imperfeições.”


Comprar livros de Horácio Bento de Gouveia: VER LIVRARIAS


Notícias do escritor

De momento, não temos noticias sobre este escritor.

Comentar