Henrique Manuel Bento Fialho

com Sem comentários

Escritores > Henrique Manuel Bento Fialho

Data Nasc: Naturalidade: Rio Maior

Na web: Blog


Nasceu em Rio Maior em 1974.

Reside em Caldas da Rainha desde 2000, depois de 8 anos a viver em Lisboa.

Licenciado em Filosofia, foi professor e formador durante dez anos.

Obras publicadas:

2000: “Entre o dia e a noite há sempre um sol que se põe” (Edição de autor);
2003: “Antologia do Esquecimento” (Edição de autor);
2006: “Estórias Domésticas & Outros Problemas” (Ovni);
2007: “O Meu Cinzeiro Azul” (Canto Escuro);
2010: “Estranhas Criaturas” (Deriva);
2011: “A Dança das Feridas” (Edição de autor);
2012: “Rogil” (Volta d’Mar);
2013: “Suicidas” (Deriva);
2014: “Estação 2012” (Mariposa Azual);
2014: “Call Center” (Companhia das Ilhas).

Em Fevereiro de 2009, a Câmara Municipal de Rio Maior publicou a sua obra “Uma Aldeia Que Não Existe” (ensaio para uma palestra integrada nas comemorações do nascimento do poeta Ruy Belo). No mesmo ano, foi convidado a apresentar os autores portugueses incluídos na antologia “De La Saudade a la Magua – Antología de relatos luso-canaria” (Ediciones de Baile del Sol).

Participou em várias antologias com poemas e contos, tendo também prefaciado a “Primeira Antologia de Micro-Ficção Portuguesa” (Exodus, 2008), reeditada em Marrocos no ano de 2010, e “Os Dias do Amor – Um poema para cada dia do ano” (Ministério dos Livros, 2009).

Da colaboração dispersa por diversas revistas, destaque para “Poema Poema – Antología de la Poesía Portuguesa Actual” (2006), vários números da revista “Big Ode”, o n.º 29 de “Baluerna – Cuadernos del Viajero” (2008) e algumas versões do poeta chileno Nicanor Parra no n.º 12 de “Di Versos – Poesia e Tradução” (2008).

Gosta de tocar guitarra com os Ventilan.

 


Principais Obras Publicadas

Estação 2012
2014, Mariposa Azual

Fui-me embora, não esperes por mim. Se alguém der pela falta, diz apenas que estou bem, continuo a fazer o mesmo de sempre, trabalho, casa, trabalho, casa. Só não mintas às filhas, diz-lhes que fui procurar na distância outra forma de solidão, talvez convencido de que longe de tudo poderei … Ler mais

Call Center
2014, Companhia das Ilhas

Nesta recolha de pequenas histórias, o narrador escuta personagens reclusas de um mundo burocrático. Call Center é o confessionário onde os paradoxos e as ambiguidades da sociedade de consumo encalham, libertando-se sob a forma prestidigitada do conto. O absurdo surge como solução possível para contradições insanáveis, vidas sem rumo, situações … Ler mais

Suicidas
2013, Deriva Editores

Tantos milhares de anos passados, tantas histórias, guerras, revoluções, tantos rostos registados e tantos mais esquecidos, tantas batalhas, tantas conquistas, tantas derrotas…

Rogil
2012, Volta D' Mar

AUTO-ESTRADA DO SUL A velocidade dos veículos é proporcional à ânsia de chegar. Jamais saberemos se os veículos chegarão à velocidade com que circulam, mas temos noção de que em todas as chegadas há uma velocidade a circular dentro de quem parte. Uma velocidade conduzida, talvez, pela vontade de novamente … Ler mais

Estranhas Criaturas
2010, Deriva Editores

E um dia Zeus pôs-se a cortar os homens às metades. Estranhas são as criaturas que se ficam pela metade. Geradas no ventre híbrido e monstruoso da Terra, estranhas se tornaram as criaturas que passaram a ter vergonha da sua própria nudez. Estranho o autor, estranho o leitor, estranho o … Ler mais

O Meu Cinzeiro Azul
2007, Canto Escuro

Dicotomias 17.1.06 Os alicerces do pensamento ocidental são as dicotomias. A dicotomia alma/corpo, a dicotomia bem/mal, a dicotomia amor/ódio, a dicotomia senhor/escravo, a dicotomia regra/excepção, etc. A romaria há muito está montada: dão-nos a infinidade em troca de uns tostões de miséria. Libertar a alma significa, desde logo, obstruir o … Ler mais

Sobre a questão da domesticidade, em Henrique Manuel Bento Fialho, muito se poderia dizer. O tema já tinha sido explorado em Estórias Domésticas (OVNI, 2006). Quando pensamos na ideia de doméstico, pensamos, também, no seu oposto mais natural: selvagem. A palavra doméstico remete-nos para tudo aquilo que é passível de … Ler mais


Comprar livros de Henrique Manuel Bento Fialho: VER LIVRARIAS


Notícias do escritor

De momento, não temos noticias sobre este escritor.

Comentar