Filipe Faro da Costa

com Sem comentários

Escritores > Filipe Faro da Costa

Data Nasc: Naturalidade: Porto

Na web: Blog Facebook


Filipe Faro da Costa nasceu na cidade do Porto, em 1980.

Viveu entre Porto, V.N. Gaia, Arcos de Valdevez, Braga e Ponte da Barca desde 1981 até 2000.

Em 2000 entrou na Universidade do Minho, onde frequentou a Licenciatura de Inglês-Alemão (via ensino) durante dois anos. Em 2003 obteve transferência para a Licenciatura de Línguas Estrangeiras Aplicadas (Tradução), tendo interrompido os estudos para dedicar-se à publicidade, até 2010.

É poeta, contista e tradutor.

Autor de, entre outros títulos, De Mim para o Mundo: Poesia e Fragmentos (2015), livro com edição francesa, De moi vers le Monde: Poésie et Fragments e edição inglesa, Me and the World: Poetry and Fragments (2017); Poemas de Adil e um texto desalinhado (2015); As Meias do Poeta Victor Nuno de Menezes: e outros fragmentos fisico-teoricos (2016); Emil Gluck: O Pior Inimigo do Mundo (Dez Maravilhas de Jack London) (Volume 1 – 2016) e Uma Invasão Sem Precedentes: ou A Guerra de Jacobus Laningdale (Dez Maravilhas de Jack London) (Volume 2 – 2017).


Principais Obras Publicadas

Victor Nuno de Menezes é o Poeta Personagem do novo livro de Filipe Faro da Costa. Neste livro o autor retrata um Poeta Vadio que se declara ser Físico-Teórico autodidata, o livro desenvolve-se num monólogo combativo com a comunidade e a sociedade. “As Meias do Poeta” é, também, um manifesto … Ler mais

O “Livro dos Poemas de Fruto Proibido do Doutor Armando do Sal: e outros textos neoexperimentais” é um manifesto erótico de poesia. Inclui vários textos de nova vaga neo-experimental na Literatura Portuguesa, com formas narrativas de ficção sobre sonhos, amor e liberdade.

No dia em que nascemos a primeira novidade é que estamos vivos, a segunda é que um dia morreremos. O que não contamos, é que ao longo da nossa vida iremos morrer muitas vezes, mesmo antes de falecer definitivamente e de termos os átomos que nos compõe dispersados por outras … Ler mais

O livro “Poemas de Adil e um texto desalinhado”, conta a história de um amor que percorre várias etapas, da possibilidade contra a impossibilidade.

Trata-se de um livro de poesia com intervenção gráfica, levando o sujeito poético adolescente em transição pelas linhas de verso, assumindo algum experimentalismo gráfico em alguns poemas. O conteúdo do livro agrega poemas do início dos seus vinte anos, entre 2001 e 2003.


Comprar livros de Filipe Faro da Costa: VER LIVRARIAS


Notícias do escritor

De momento, não temos noticias sobre este escritor.

Comentar