Fernando Esteves Pinto

com Sem comentários

Escritores > Fernando Esteves Pinto

Data Nasc: Naturalidade: Cascais

Na web: Facebook


Fernando Esteves Pinto nasceu em Cascais em 1961.

Colaborou no DN Jovem (Diário de Notícias) e no Jornal de Letras.

Em 1990 recebeu o Prémio Inasset Revelação de Poesia do Centro Nacional de Cultura.

Em 1998 obteve uma bolsa de criação literária pelo Ministério da Cultura/Instituto Português do Livro e das Bibliotecas.

É coordenador da revista de literatura “Sulscrito” e cofundador do projeto literário Palavra Ibérica.

É, igualmente, editor da 4águas.

Obteve o Prémio Literário Cidade de Almada 2016, pelo romance “A Caverna de Deus”.


Principais Obras Publicadas

A Caverna de Deus
2016, BookBuilders

“Um romance de enorme sensibilidade, a narrativa encantada de um fascínio que começa num singelo encontro num comboio e nos transporta, através da arte e da literatura, para o âmago das relações humanas. O fascínio do narrador por Constança é o mesmo de Michelangelo pelo corpo humano, ou de Sylvia … Ler mais

Humanidade
2016, Lua de Marfim

Num mundo em crise, a Humanidade está em perigo e torna-se necessário encontrar novas formas de reflexão. Fernando Esteves Pinto cria e aprofunda conceitos filosóficos através de cinquenta poemas racionais, introspectivos e reorganizadores de dúvidas existenciais da actualidade. Uma poesia que evidencia o que a literatura tem de melhor: intervenção … Ler mais

Este romance é a imagem de uma teia de conflitos cujos fios narrativos são tecidos pela loucura, perversidade, ironia e perturbação intelectual. É simultaneamente uma história que amplifica o lado mais obsessivo da natureza humana e que evoca nos seus personagens o desconforto de sentirem na alma o crime da … Ler mais

Património Bukowski
2013, Lua de Marfim

Um conjunto de narrativas em que a relação com os outros é posta a nu.

Dispensar o Vazio
2012, Lua de Marfim

Nos temas que elege e que obsessivamente transporta para os seus poemas, bem como nos processos retóricos, de construção poemática, que percorre e domina, Fernando Esteves Pinto coerentemente elege o poema como centro nevrálgico da sua poética. É essa a sua coerência. É esse o seu programa. A poesia, sem … Ler mais

Brutal
2011, Ulisseia

Brutal é um romance onde se representam todos os traumas da infância, da adolescência e da idade adulta resultantes da decadência humana: violência doméstica, abuso sexual e disfunção emocional. Brutal tem como base narrativa dois personagens que são um só – um jovem e um velho, duas idades da mesma … Ler mais

Identidade e Conflito
2011, Lua de Marfim

Escrevermos de costas voltadas para os outros é a única solidão que partilhamos com quem nos lê no isolamento do seu próprio silêncio. Como se nos despíssemos por dentro do que pensamos e nos dispuséssemos à violação. Felizmente que as palavras são o indumento da consciência. O que julgamos descobrir … Ler mais

O Tempo que Falta
2010, Temas Originais

Anuário de uma prostituta pelos caminhos do tempo, dividindo em zonas os seus lugares de vida, onde o maior perigo é viver sem rumo.

Área Afectada
2010, Temas Originais

Uma obra onde o ofício poético é como que dissecado, numa procura constante pela imagem que a própria linguagem em si possui.  

Privado
2009, Canto Escuro

O quotidiano de um casal que encontrou na infidelidade uma forma de renovar a sua própria relação conjugal, fortalecendo-a através da fantasia e da imaginação. Contrariando as leis naturais dos afectos e do amor, Olga, a protagonista destas histórias cria novas regras num jogo de sedução e sexo onde raros … Ler mais

Sexo Entre Mentiras
2005, Leiturascom.Net

Quando no virtual se prepara um encontro e se avança para o real, todas as construções emocionais que apresentámos ao outro correm o risco de se dissipar. Há excepções? Claro que há. Construir no virtual para destruir no real, sem nunca perder a consciência dos enganos. As pessoas sentem-se atraídas … Ler mais

Conversas Terminais
2000, Campo das Letras

Este livro foi inspirado num acto (suicídio) dum desconhecido: um jovem aspirante a escritor, colaborador do DN Jovem. Li alguns textos dele já depois da sua morte. Fiquei impressionado. Talvez por esse motivo evitei saber pormenores sobre a sua vida. O acto era dele; a vida era minha. Tenho a … Ler mais

Ensaio Entre Portas
1997, Almargem

Um livro de silêncios repleto de espaços fechados.

Siete Planos Coreográficos
1996, Ediciones del 1900

Coreografia poética inspirada num dos maiores poetas portugueses: António Ramos Rosa

Na Escrita e no Rosto
1993, Europress

Livro de sensações, objectos ocultos, acontecimentos mentais que a escrita poética tem o poder de tornar racional.


Comprar livros de Fernando Esteves Pinto: VER LIVRARIAS

Comentar