Deana Barroqueiro

com Sem comentários

Escritores > Deana Barroqueiro

Data Nasc: 23/07/1945 Naturalidade: Connecticut - EUA

Na web: Blog Facebook Twitter Instagram


Deana Barroqueiro nasceu em New Haven, Connecticut, nos Estados Unidos da América, em 23 de julho de 1945.

Foi essencialmente através da escrita que tomou consciência do seu ser e se relacionou, comunicando e comungando, com o mundo que a rodeava.

Licenciou-se em Filologia Românica na Faculdade de Letras de Lisboa, de cujo grupo de teatro fez parte juntamente com Luís Miguel Cintra, Luís Lima Barreto, Jorge de Silva Melo e tantos outros, num tempo conturbado mas de contínua mudança que recorda com saudade e emoção.

Por vocação, tornou-se professora de Português, fazendo o estágio na Escola Secundária Passos Manuel, em Lisboa, onde tem concretizado a maioria dos seus projetos de Teatro e de Escrita Criativa com os alunos, tendo publicado várias obras com o Grupo de Trabalho do M.E. para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, a Câmara Municipal de Lisboa e o Instituto de Inovação Educacional.

Deana Barroqueiro confessa-se uma apaixonada da Língua e Cultura portuguesas, em particular dos Séculos XVI a XVIII, que estuda há mais de vinte anos, e sendo, por natureza ou vício, uma contadora de histórias, não resistiu ao desejo de partilhar, com quem a quiser escutar, essas surpreendentes descobertas das vidas aventurosas ou trágicas, por isso mesmo tão humanas e próximas, de personagens históricas que fazem parte do nosso imaginário coletivo.

Publicou oito romances históricos e dois livros de contos, os quais já se encontram traduzidos e editados em Espanha, em Itália e no Brasil. No dia 21 de novembro de 2003, nos Estados Unidos da América, durante o sarau para atribuição de prémios do Concurso Literário Proverbo, de cujo júri fez parte, a escritora recebeu um louvor pela Câmara de Newark, em reconhecimento do seu contributo para a divulgação e promoção da língua e cultura portuguesas entre as comunidades de emigrantes da América, Canadá e Europa.

É autora do primeiro livro de ficção editado pela Porto Editora, D. Sebastião e o Vidente e venceu o Prémio Máxima de Literatura (Prémio Especial do Júri).


Principais Obras Publicadas

1640
2017, Casa das Letras

1640 é um marco fundamental na História de Portugal, o da Restauração da Independência, após 60 anos de domínio espanhol, quando os portugueses se revoltaram e elegeram um rei português, D. João IV. O romance surge na sequência do D. Sebastião e o Vidente, depois do trágico fim da monarquia … Ler mais

D. Sebastião e o Vidente
2016, Casa das Letras

D. Sebastião e o Vidente narra a história do décimo sexto rei de Portugal, o Desejado, desde o seu nascimento, em 1554, até ao seu fulgurante ocaso, nas planícies de Alcácer Quibir, em 1578. Encarnando as esperanças da nação, D. Sebastião é, todavia, um órfão privado de afectos, criado e … Ler mais

O Espião de D. João II
2015, Casa das Letras

PÊRO DA COVILHÃ, o formidável espião de D. João II, injustamente esquecido pelos historiadores e quase desconhecido dos portugueses, é uma personagem histórica invulgar, cujas acções tiveram enorme repercussão no xadrez político da Europa. Escudeiro do rei, que o escolhia para as missões mais secretas e arriscadas, era dotado de … Ler mais

O Corsário dos Sete Mares
2012, Casa das Letras

Fernão Mendes Pinto é o exemplo vivo do aventureiro português do século XVI, que embarcava para o Oriente com o fito de enriquecer. Curioso, inteligente, ardiloso e hábil, capaz de todas as manhas para sobreviver, vai tornar-se num homem dos sete ofícios, sendo embaixador, mercador, médico, mercenário, marinheiro, descobridor e … Ler mais

Tentação da Serpente
2012, Ésquilo

Em pequenos capítulos e numa linguagem cativante, a autora recria os ambientes históricos em que viveram as primeiras mulheres bíblicas e relembra as suas emoções, constrangimentos, dores e, sobretudo, pequenas e grandes conquistas. À maneira do romance histórico tem uma sequência cronológica.

O Navegador da Passagem
2008, Porto Editora

Quando a Armada de Pedro Álvares Cabral, depois de ter descoberto as Terras da Santa Cruz (Brasil), prosseguia a sua viagem para a Índia um grande cometa surgiu nos céus… Naquele tempo, os cometas eram tomados como um prenúncio agoirento de desastres e Bartolomeu Dias, capitão de uma caravela dessa … Ler mais

Encantada pelo erotismo fortíssimo de inúmeras pequenas crónicas do Antigo Testamento, a autora quis reescrever algumas dessas histórias, como um cronista desse tempo de antanho, um pouco céptico, sem crenças em Baal ou Jahweh, interessado em recriar essa sociedade de pastores nómadas que formaram as tribos de Judá e Israel. … Ler mais

O Cometa
2002, Livros Horizonte

Em “O Cometa – Uma Aventura Impossível”, prossegue o relato da viagem de Pedro Alvares Cabral, mas na nau de um outro herói, Bartolomeu Dias, que ao ver um ameaçador cometa parado nos céus, recorda a sua viagem treze anos antes quando dobrou o terrível Cabo das Tormentas, feito nunca … Ler mais


Comprar livros de Deana Barroqueiro: VER LIVRARIAS

Comentar