Carlos Almeida

com Sem comentários

Escritores > Carlos Almeida

Data Nasc: 23/07/1960 Naturalidade: Lisboa

Na web: Facebook


Nasci em Lisboa em 1960, diga-se de forma quase acidental, pois as minhas raízes familiares e culturais estão sedeadas em Santa Cruz da Trapa (S. Pedro do Sul).

Vivo, desde 1987, em Viseu, onde divido a minha atividade pela profissão de professor de História de 3.º ciclo e dirigente associativo/animador cultural na Associação Gicav, que ajudei a fundar, e onde tenho colaborado como Diretor do Festival Internacional de Banda Desenhada de Viseu (desde a década de 80), entre outras funções interventivas e de dirigente.

Sou, igualmente, Colaborador dos salões de banda desenhada da Sobreda e Moura; representante do Gicav na Comissão de Honra do Festival de BD da Amadora; colaborador em diversos projetos na área da BD e cartoon; júri dos Prémios Animarte e das Marchas de Santo António de Viseu.

Foi em Santa Cruz da Trapa que me iniciei nas lides culturais e nas artes plásticas, fundando a Associação ARCA nos anos oitenta, quando comecei a escrever os primeiros textos poéticos, nos intervalos das atividades da licenciatura em História. Uma certa descontinuidade temática e experimentalismo técnico caracterizam a minha produção artística e literária, saltitando no tempo e nos espaços, como numa encruzilhada de indecisões ao sabor dos instantes e dos sentimentos.

Possuo, também, obras artísticas em coleções particulares, no país (Lisboa, Porto, Coimbra, Algarve, Viseu, Pombal, Tramagal, Peniche, Mafra, Carregal do Sal, S. Pedro do Sul, Avanca…) e no estrangeiro (Argentina, Espanha,  França, Grécia, Áustria, Canadá e EUA). Apresentei exposições em Lisboa, Castelo Branco, Tramagal, Óbidos, S. Pedro do Sul, Nelas, Carregal do Sal, Santa Comba Dão, Penalva do Castelo, Tondela, para além de variadas mostras individuais e coletivas em Viseu, desde 1987.

No campo das letras, existem, editados pela Associação Gicav, dois pequenos trabalhos de Poesia (Verso ante Verso; Alma Penada) e três coletâneas de Contos (Actos de Necessidade; Histórias que chegam a ser comoventes … ou a redundância do passado; Histórias da Feira). Há, ainda, os trabalhos poéticos: “Versos Concêntricos”, editado pelas Edições Sagesse (Palimage) em 2008; “Ode à cidade de Viseu”, Quartzo editora, 2013; “Santa Cruz da Trapa – Verso e Reverso”, Quartzo Editora, 2013, “A osmose do Ser”, Artelogy editora, 2015. Em 2016, foi editada a coletânea de contos para a infância “Histórias do mar”, edições Vieira da Silva.

Colaboro, igualmente, com a Revista Anim’arte (Gicav) e com jornais/revistas locais e nacionais.

 


Principais Obras Publicadas

Histórias do mar
2016, Vieira da Silva

Histórias do mar … histórias de amor ao mar … saudades de um amor fantasiado pelos mistérios do mar … aventuras de um sonho de infância por ondas de pesadelo … e se o mar um dia se revoltasse contra nós? Histórias do mar são momentos de afeto para com … Ler mais

A Osmose do Ser
2015, Artelogy

Um livro de versos sobre a inevitável decomposição da vida a partir de Reflexões em Prosa Poética sobre a nossa verdadeira relação com a Mãe Natureza. …somos loucos porquê por ansiarmos possuir o verde e a transparência das florestas em nosso peito por desejarmos ansiosamente decorar as veredas da vida de jardins floridos … Ler mais

Ode à Cidade de Viseu
2013, Editora Quartzo

Homenagem em versos à cidade de Viseu, aos seus heróis e artistas, aos espaço de História e de Memória, aos sons e aos cenários que engrandecem a cidade na sua relação com a arte e a cultura.


Comprar livros de Carlos Almeida: VER LIVRARIAS


Notícias do escritor

De momento, não temos noticias sobre este escritor.

Comentar