António Canteiro

com Sem comentários

Escritores > António Canteiro

Data Nasc: 11/10/1964 Naturalidade: S. Caetano - Cantanhede

Na web: Facebook


António Canteiro, pseudónimo literário de João Carlos Costa da Cruz, nasceu em 11 de Outubro de 1964 na freguesia de S. Caetano, concelho de Cantanhede.

Técnico Superior de Reinserção no Estabelecimento Prisional de Aveiro, inicia atividade literária em 2005, com Parede de Adobo, menção honrosa do prémio Carlos de Oliveira; Ao Redor dos Muros (Gradiva) venceu o prémio Alves Redol, em 2009; Largo da Capella (Gradiva) obteve a menção honrosa do prémio João Gaspar Simões, em 2011; O Silêncio Solar das Manhãs (Gradiva) foi prémio nacional de poesia Sebastião da Gama, em 2013; Logo À Tarde Vai Estar Frio foi menção especial do Júri, no Prémio João José Cochofel/Casa da Escrita de Coimbra, em 2013, e acabaria por vencer o prémio Maria Amália Vaz de Carvalho, em 2015 (Gradiva); Na Luz das Janelas Pestanejam as Sombras foi prémio de poesia do Bocage, em 2015 (ed. LASA); o romance, A Luz Vem das Pedras (Gradiva, 2017) venceu em 2015 o Prémio Alves Redol.


Principais Obras Publicadas

A Luz vem das Pedras
2017, Gradiva

Integrando a narrativa numa atmosfera telúrica de pura materialidade, tanto mais pura, quanto, por ênfase, mais lírica, A Luz Vem das Pedras promove uma integração muito bem conseguida das personagens humanas, coletivas e individuais, adultas e infantis, numa espécie de ambiente natural primordial: «areia, duna/barro, pedra/montanha, chão». Utilizando um léxico culto mas … Ler mais

Logo à Tarde Vai Estar Frio, o novo romance de António Canteiro, inspirado na vida e na obra de António Nobre, apresenta uma prosa poética, que segue uma escrita ao mesmo tempo simples, nos vocábulos, e profunda, nos sentidos. Nesta biografia poética romanceada, o autor desenvolve uma narrativa carregada de … Ler mais

Num pequeno livro que é uma jóia de grande sensibilidade, encontramos os poemas de António Canteiro ricamente ilustrados pelas aguarelas de Alves André. Da escrita, o júri do Prémio Nacional de Poesia Sebastião da Gama apreciou sobretudo «a sua força de imagens, o domínio metafórico e a experiência de oficina … Ler mais

Largo da Capella
2012, Gradiva

Qual a origem do local onde nasceste? De onde provéns? Na vasta Gândara que inscreveu Carlos de Oliveira nos anais da literatura portuguesa, numa região essencialmente rural, o conhecimento da vida dos nossos pais e avós – homens que trabalharam a terra de calças arregaçadas, em mangas de camisa, que … Ler mais

Ao Redor dos Muros
2010, Gradiva

Ao Redor dos Muros é um caso muito sério. (…) É um romance de alguém que vai fazer história na Literatura Portuguesa e já começou. Não estarei para receber a confirmação das minhas palavras de hoje, mas sei que isso acontecerá. António Canteiro tem uma vocação rara de escritor. É sua … Ler mais


Comprar livros de António Canteiro: VER LIVRARIAS

Comentar