Adriana Lisboa

com Sem comentários

Escritores > Adriana Lisboa

Data Nasc: 25/04/1970 Naturalidade: Rio de Janeiro, Brasil

Na web: Site Facebook


Adriana Lisboa nasceu no Rio de Janeiro, em 1970.

Morou em França e, desde 2007 vive a maior parte do tempo nos Estados Unidos da América

Bacharel em música pela Universidade do Rio, Adriana Lisboa foi cantora e mais tarde professora de música no Rio de Janeiro.

Mestre em literatura brasileira e doutorada em literatura comparada na Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Foi ainda pesquisadora visitante no Nichibunken (International Research Center for Japanese Studies), em Kyoto (2006), na Universidade do Novo México (2007) e na Universidade do Texas em Austin(2008-2009). Foi também escritora residente na Universidade da Califórnia Berkeley e na Universidade de Chicago.

Autora de romances, poesia, contos e histórias para crianças.

Recebeu o Prémio José Saramago 2003, pelo romance Sinfonia em branco; distinguida com o Prémio Moinho Santista, no Brasil, pelo conjunto dos seus romances e galardoada com o Prémio Autor Revelação da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) por Língua de trapos.

O projeto Bogotá 39/Hay Festival listou-a entre os 39 mais importantes jovens autores latino-americanos em 2007.

Recebeu bolsas de criação e tradução da Fundação Biblioteca Nacional (Brasil), do Centre National du Livre (França) e da Fundação Japão.

Tem obra traduzido para inglês, francês, espanhol, alemão, árabe, italiano, sueco, romeno e sérvio, e publicada em mais de vinte países. Integra várias antologias de contos e poesia no Brasil e no exterior.

Traduziu para português obras de Emily Brontë, Robert Louis Stevenson, Margaret Atwood, entre outros autores.

A sua novela ‘O coração às vezes para de bater’ foi adaptada para o cinema no Brasil por Maria Camargo, num premiado filme de curta-metragem.

Em 2012, o cineasta Eduardo Montes-Bradley realizou um documentário sobre a sua vida, intitulado “Lisboa” e filmado em Denver e Boulder, Colorado (EUA).

Bibliografia

Romances

Hanói (2013)

Azul corvo (2010)

Rakushisha (2007)

Um beijo de colombina (2003)

Sinfonia em branco (2001)

Os fios da memória (1999 – fora do prelo)

Poesia

Parte da paisagem (2014)

Contos

O sucesso (2016)

Caligrafias (2004, microcontos / poemas em prosa, com desenhos originais de Gianguido Bonfanti)

Infanto-juvenis

A sereia e o caçador de borboletas (2010)

O coração às vezes para de bater (2007)

Contos populares japoneses (2007)

Língua de trapos (2005)


Principais Obras Publicadas

O Sucesso: Contos
2016, Alfaguara Brasil

Nesta colectânea de contos sobre paixões veladas, desencantos e memórias, Adriana Lisboa apresenta uma nova dimensão de sua obra. O sucesso reúne nove contos que desenvolvem personagens marcantes: uma jovem cartomante com um passado traumático; um casal elegante com uma filha de temperamento instável; um fotógrafo que descobre uma tragédia … Ler mais

Parte da paisagem
2014, Iluminuras (Brasil)

Recolhimento, concentração, precipitação. Ou, pelo contrário, exposição, soltura e dispersão. Nestes poemas, como num espasmo, a abertura inquieta desemboca muitas vezes no espanto de quem subitamente para, sabendo que as palavras serão os resíduos, apenas, do quase indizível. É um mundo de quases, que os leitores já terão aprendido a … Ler mais

Azul – Corvo
2012, Quetzal Editores

Após a morte da mãe, Evangelina, Vanja, decide voltar aos Estados Unidos, onde nasceu, para tentar localizar o seu pai. Em companhia do ex-marido da mãe, Fernando, e de um simpático garoto salvadorenho, Carlos, ela mergulha em recordações alheias para organizar a sua própria história. Neste trajeto, Vanja também toma … Ler mais

Rakushisha
2009, Quetzal Editores

Foi em Rakushisha, nos arredores de Kyoto, que o poeta Matsuo Bashô se hospedou pela última vez e redigiu um dos seus diários. E foi numa carruagem do Metro do Rio de Janeiro que Haruki e Celina se conheceram. Ele folheava um livro em japonês; ela era uma mulher triste … Ler mais

Um Beijo de Colombina
2005, Temas e Debates

Teresa foi nadar no mar azul de Mangaratiba e já não voltou. Para trás, deixou um pequeno apartamento, um romance por terminar, alguns livros na estante e um vazio absurdo no peito do homem com quem vivia há oito meses. O seu corpo não foi encontrado, mas, preso por uma … Ler mais

Sinfonia em branco
2004, Círculo de Leitores

Publicado originalmente em 2001 e vencedor do Prémio José Saramago, Sinfonia em branco foi também finalista do Prix des Lectrices da edição francesa da revista Elle. Com passagens de grande força poética, Adriana Lisboa narra, numa sequência não cronológica, a história destas irmãs. Clarice, a mais velha, sempre esteve fadada … Ler mais


Comprar livros de Adriana Lisboa: VER LIVRARIAS


Notícias do escritor

De momento, não temos noticias sobre este escritor.

Comentar