‘Clube dos Poetas Vivos’ com Miguel-Manso

com Sem comentários

A próxima sessão de ‘Clube dos Poetas Vivos’ (uma iniciativa com coordenação de Teresa Coutinho, com Rita Loureiro e Nuno Moura, em parceria com a Casa Fernando Pessoa) realiza-se a 3 de Abril, a partir das 19h, no Teatro Nacional D. Maria II, recebendo, desta feita, o autor Miguel-Manso.

«”Esqueça tudo isto e avance para o poema seguinte sem grandes remorsos”. É mais ou menos assim um poema de Miguel-Manso. E é mais ou menos assim que se faz neste Clube de Poetas Vivos: avança-se, sem grandes remorsos, para mais uma história.»

Miguel-Manso nasceu em Santarém em 1979. Estreou-se em 2008 com o livro “Contra a Manhã Burra” (edição do autor) e, ainda no mesmo ano, lançou “Quando Escreve Descalça-se” (edição Trama Livraria). Ambos os livros pertencem à coleção “Os Carimbos de Gent”, à qual acrescentou ainda outros títulos: “Santo Subito” (edição do autor, 2010); “Ensinar o Caminho ao Diabo” e “Um Lugar a Menos” (edições do autor, 2012). No mesmo ano publicou ainda “Aqui Podia Viver Gente” (Primeiro Passo). Em 2013, saíram as obras “Tojo: Poemas Escolhidos” (Relógio D’Água) e “Supremo 16/70” (Artefacto). “Persianas” (2015) marca a estreia do autor nas edições Tinta-da-china.

Mais informações em: www.tndm.pt

 

Comentar