“Voltemos à Escola” apresentado no Porto de Encontro

com Sem comentários

Voltemos à Escola”, do romancista e ex-jornalista Paulo M. Morais, chegará às livrarias no dia 12 de maio, publicado pela Contraponto.

A obra, prefaciada por António Sampaio da Nóvoa, vai ser apresentada no Porto, no âmbito do ciclo literário Porto de Encontro, no dia 13 de maio, às 17:30, na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, com a participação de professores da Escola da Ponte.

A Apresentação em Lisboa está agendada para o dia 15 de maio, às 18:30, com apresentação de Alexandre Quintanilha e Rui Vieira Nery.

.

«Este é um livro muito útil tanto para pais como para professores.

Imagine uma escola em que:

• Os alunos debatem e decidem tudo o que nela se passa;

• Cada criança define o respetivo plano de aprendizagem, de acordo com conceitos de autonomia, solidariedade e responsabilidade;

• Os professores trabalham em equipa dentro dos diferentes espaços.

Imagine agora que essa escola é pública e que:

• Não se organiza por turmas ou anos escolares;

• Não divide o tempo em aulas desta ou daquela disciplinas;

• Não tem campainha para assinalar a entrada e a saída.

Imagine ainda que essa escola pública se situa em Portugal e que:

• Os professores se entreajudam na resolução de problemas;

• Funciona há 40 anos segundo os mesmos princípios;

• Já foi objeto de estudo de mais de 40 teses académicas de vários países;

• Tem um modelo que é copiado internacionalmente;

• É visitada por centenas de especialistas estrangeiros todos os anos (622 em 2016).

Saiba, por fim, que essa escola existe e é conhecida como Escola da Ponte.

Como funciona? Quais as diferenças no método de ensino? Há estudos sobre os resultados? Quem são os professores? Como atuam no espaço de aula? Aliás, porque é que são espaços e não salas de aula? E porque é que são orientadores educativos em vez de professores? E os alunos fazem o que querem? E como resolvem os conflitos? E, já agora, aprende-se o quê na Escola da Ponte?»

.

Comentar