“Raias Poéticas” na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão

com Sem comentários

A Casa das Artes, em Vila Nova de Famalicão, acolhe nos dias 26 e 27 de maio, uma nova edição das Raias Poéticas: Afluentes Ibero-Afro-Americanos de Arte e Pensamento.

A iniciativa, organizada pela Associação Raias-Poéticas, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, tem curadoria de Luís Serguilha.

O evento apresenta inúmeras atividades e conta com a presença de diversos escritores, académicos e professores.

Mais informações em:

https://www.facebook.com/raiaspoeticas

.

HAJA RAIAS!

Cartografias intempestivas, turbulentas, plissadas, labirínticas, heterogéneas,  ANORGÁNICAS( FAZER um CORTE no CAOS)

ANDAR-NAS-RAIAS, no intermezzo, no entre-dois: tornar visível o invisível, tornar audível o imperceptível, tornar dizível o indizível, o intraduzível!

Haja cirandas estéticas-éticas-hápticas!

Haja potências de pensamento e potências do impensado!

Haja diferenças, intensidades, fluxos, experimentações e acontecimentos críticos!

Haja paradoxalidades, contágios, alegria dos encontros, composições afectivas!

Haja tempo puro, conexões-desejantes, dobras aberrantes, heterogeneidades!

Haja línguas analfabetas-agramaticais e antropologicamente abertas!

Haja inconsciências, afectologias, complexidades, problematizações, transgeografias, cartografias afectivas!

Haja sensações, coexistências de loucuras que dizem SIM à vida!

Haja forças singulares, alógicas, aformais: haja corpos indomáveis!

Haja devires, espaços lisos e processos migradores

É urgente perdermo-nos nos lances do acaso!

.

Comentar