“A Menina dos Ossos de Cristal” apresentado em Monforte

com Sem comentários

Decorre hoje, 11 de maio, pelas 14h30, na Biblioteca Municipal de Monforte, uma sessão de apresentação do livro “A Menina dos Ossos de Cristal”, de Ana Simão, editado pela Guerra & Paz Editores, na coleção Clube do Livro SIC.

.

«Inês foi escolhida para nascer com uma doença muito rara – Osteogénese Imperfeita (OI) – mais vulgarmente conhecida como a “doença dos ossos de vidro”. O corpo onde habita está martirizado de tantas fraturas, que chegam sem serem esperadas como se fossem tareias.

Aos 14 anos já conta com mais de 100 fraturas.

As vivências de Inês vão dando dimensões diferentes e inesperadas a um puzzle onde a sua vida se vai redimensionando.

Inês tem uma existência rara, marcada por uma infância partilhada com Mefibosete, menino raro de Angola, com o Quim a quem tantas vezes Inês pede para ser as suas pernas e com a família que não sabe lidar com a sua doença tão rara.

O puzzle onde as peças da vida de Inês se vão encaixando é marcado por uma vivência rara entre hospitais, uma adolescência que não lhe é roubada porque nunca lhe pertenceu, pela perda da inocência nas mãos de um curandeiro que lhe prometia a cura, pela convivência agridoce com o significado da palavra Amor, por uma licenciatura conquistada a pulso e por uma carreira terminada abruptamente devido às malhas da doença de que é efetivamente refém.

A atuação dos profissionais de saúde, dos voluntários e de todos os que rodeiam a Inês nos hospitais são aqui retratados pelo seu olhar e pelo seu sentir: um olhar de RX e um sentir de gente que sente.

A vivência marcante no meio hospitalar levam Inês a descobrir a felicidade nas coisas mais simples e banais e ensinam-lhe muito sobre a finitude, a fragilidade, a sobrevivência e a vulnerabilidade humana.

Inês vai apendendo a desconstruir as várias dimensões do mundo que a rodeia.

Inês tem o sonho de um dia poder visitar a sua antepassada também ela rara, que existiu há mais de dois mil anos. Trata-se de uma múmia egípcia com Osteogénese Imperfeita, encontrada em Speos Artemidos, Beni Hassen, da 22ª Dinastia entre 945 e 746 a.C.

É a peça do puzzle que lhe falta para dar sentido à sua vida.

Será que algum dia vai conseguir estar junto dela?»

.

Comentar