“Manuel António Pina”, de Rui Lage, na Lello

com Sem comentários

Realiza-se no dia 6 de maio, pelas 17 horas, nos Armazéns do Castelo, no Porto, a apresentação do livro “Manuel António Pina“, da autoria de Rui Lage.

Autor de sete livros de poesia, Rui Lage foi o vencedor do Prémio Literário Fundação Inês de Castro 2016, pela sua obra poética “Estrada Nacional”. “Manuel António Pina”, o seu livro mais recente, é um ensaio sobre a obra poética de Manuel António Pina, publicado em 2017 pela Imprensa da Universidade de Coimbra.

A apresentação contará, também, com a presença de Álvaro Magalhães e Rosa Maria Martelo.
.

Manuel António Pina (Sabugal, 1943 – Porto, 2012) recebeu o Prémio Camões em 2011, entre vários outros. Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra, exerceu advocacia mas acabou por se decidir pelo jornalismo, que exerceu ao longo de trinta anos no Jornal de Notícias, onde aprimorou o seu estilo, em especial na crónica.

Entre a sua estreia poética em livro com “Ainda não é o fim nem o princípio do mundo calma é apenas um pouco tarde” (1974) e “Como se desenha uma casa” (2011), publicou uma dúzia de títulos de poesia, por duas vezes reunidos num só volume, primeiro na Afrontamento (1992), depois na Assírio & Alvim (2001). A sua poesia encontra- se traduzida em muitas línguas. Escreveu um único romance, “Os papéis de K.” (2003). A sua obra direcionada para o público infanto-juvenil é uma das mais importantes da literatura e cultura portuguesas, composta por dezenas de títulos, entre ficções, poemas e textos dramáticos. Foi também ensaísta, destacando-se “Aniki-Bóbó”, já póstumo (2012).

.

Comentar