Maio na Livraria Arquivo

com Sem comentários

A Livraria Arquivo, em Leiria, recebe, no dia 6 de maio, o escritor Gonçalo M. Tavares para um curso de “Literatura e Imaginação” e a apresentação do mais recente romance do escritor, “A Mulher-Sem-Cabeça e o Homem-do-Mau-Olhado”.

No dia 7 de maio, Ana Pessoa estará a conversa com os leitores, a propósito do seu livro “Mary John”, editado pela Planeta Tangerina.

.

Há semanas que ando a escrever-te. Não sei bem porquê. Não sei bem para quê. Quem és tu, Júlio Pirata? Ando a pensar na nossa história. Desde o princípio. Desde o primeiro encontro. Desde a primeira pergunta: “És menino ou menina?”

Eu sou uma menina por tua causa, Júlio. Deixei crescer o cabelo para ti, furei as orelhas para ti. Eu vivo e morro para ti. Todos os meses tenho o período, morro um bocadinho e penso em ti. Tu dizes: “Morreste!” E eu morro. Atiro-me para o chão de qualquer maneira.

E eu não quero isso. Eu nunca mais quero morrer, Júlio. Eu quero viver para sempre. Todos os minutos de todas as horas de todos os dias.

Numa longa carta dirigida a Júlio Pirata, Maria João faz o balanço dos anos vividos na praceta que ambos partilharam durante a infância e a adolescência.

Entre a mágoa e o humor, Maria João organiza os seus pensamentos e emoções, concentrando forças para inaugurar um novo capítulo da sua história.

Recomendado para leitores maiores de 14 anos.

.

A Programação da Arquivo contempla ainda Palestras, Conferências, Exposição, Oficinas e Clube de Leitura.

Nota para a apresentação do livro “O Pianista do Hotel” de Rodrigues Guedes de Carvalho, editado pela Dom Quixote. A apresentação está agendada para o dia 25 de maio, pelas 19 horas.

.

O novo romance de Rodrigo Guedes de Carvalho, que marca o regresso do autor à ficção dez anos depois de ter publicado Canário, em 2007, transporta-nos numa melodia. É uma entrada para um mundo regido pela linguagem da música, pela sua força e beleza, presentes no ritmo de cada frase, de cada parágrafo rigorosamente medido. Livro em camadas, nele se cruzam diversos planos, diversas histórias perpassadas pelo poder redentor da música «que entra e rasga» a solidão, a dor e o vazio das pessoas que habitam nestas páginas.

Com um vasto subtexto, a densidade das personagens está carregada de mistérios que nos prendem a sucessivas interrogações. Há um pouco de nós em todas elas. Há muito de nós neste mergulho ao mais fundo da alma humana. É um romance que se lê e ouve, que mantém todos os sentidos alerta. Uma pauta musical, com andamentos diversos, que acabam por se cruzar numa vertigem imprevisível de autêntico thriller psicológico.

E, depois, há o pianista…

.

Mais informações em:

https://www.facebook.com/livraria.arquivo

.

Comentar