“O Lugar Escuro” chega às livrarias a partir de 5 de maio

com Sem comentários

O livro “O Lugar Escuro – Uma História de Senilidade e Loucura”, da escritora brasileira Heloisa Seixas, com chancela Tinta-da-China, estará disponível nas livrarias e outros locais habituais a partir do dia 5 de maio.

.

PARA ONDE VAI A IDENTIDADE DE QUEM AMAMOS QUANDO CHEGA O ALZHEIMER?

«No momento em que a mãe deu os primeiros sinais da doença, Heloisa Seixas começou a viver diariamente com esta dúvida angustiante. A partir daí, começa uma «espiral assombrada» na vida destas duas mulheres e de todos os que as rodeiam, a mesma espiral que marca a intensidade deste relato corajoso, desassombrado e catártico sobre alguém que vai desaparecendo e se vai transformando no seu avesso. ‘Sua mãe não existe mais. O que existe é uma entidade, que tomou o lugar dela. Não sei que entidade é essa, nem o que se passa em sua mente. Só sei que ela não é mais sua mãe.’  Essa frase foi dita por mim, num dos muitos momentos dramáticos enfrentados por minha mulher, Heloisa, em sua convivência com a mãe, afectada pelo mal de Alzheimer. Foi uma trajetória assombrosa, que acompanhei de perto, e que Heloisa reconstrói nesse livro com uma tremenda força literária e emocional.» —Ruy Castro

Este livro resgata da obscuridade um tema tabu: a doença que tem vindo progressivamente a ensombrar o mundo ocidental. Uma praga que, não sendo física, é aparentemente impossível de vencer – sobretudo, é impossível de compreender, para quem está «deste lado». Falhas de memória, medos que não sabíamos existirem, paranóias de toda a espécie, velhos que se transformam em crianças, de tão dependentes. E quem cuida vive com desgosto, comoção, repulsa e raiva, por vezes em simultâneo.

.

Comentar