‘Fragmentos de uma biografia roída’ apresentado na Biblioteca Municipal Rocha Peixoto

com Sem comentários

Decorre no dia 30 de maio, pelas 18h30, na Biblioteca Municipal Rocha Peixoto, na Póvoa do Varzim, a sessão de lançamento do livro “Fragmentos de uma biografia roída” de Margarida Santos.

A apresentação da obra será feita por Luís Diamantino e haverá leitura de textos por David Cardoso e Clara Oliveira.

.

«Fragmentos de uma Biografia é isso mesmo: fragmentos. Fui guardando papéis soltos que o tempo amareleceu. Às vezes atava-os com fitas, outros com cordéis. Alguns foram agrupados em livrinhos desde os meus tempos da Faculdade. Escrevia os dias num discorrer impulsivo. Quase nunca directo. Muitos foram poupados ao destino do fogo e da água. Rasguei-os ou queimei-os por achar que não tinham qualidade. Sou exigente. Guardei alguns. Fui-os transferindo de gaveta para gaveta; de atelier para atelier; em caixas de vime. Sobreviveram a muita pancada da vida. Continuava a escrever. A casa da gente minga, como nós quando envelhecemos. A vida é para a frente. Eu não mexia naquilo. A Biografia Roída não obedece a nenhuma ordem cronológica. Um dia descobri uma incursão de famílias de ratos nas gavetas dos armários. Os pequenos roedores adoraram fazer vaporosos ninhos com os meus papéis. Fizeram-no com tal perícia que, da obrigatória limpeza, restou o vómito e o sentimento da perda. Ao reunir as sobras, reacendeu-se em mim o desejo de me livrar delas.  Antes, porém, comecei a lê-las. Aquilo era o retrato inteiro de uma Pessoa eivada de humanidade. Aprendi a escrever no computador e fui-as transcrevendo sem preocupações temporais… Tarde? Nunca é tarde para se deixar um testemunho de vida.»

..

Comentar