Maria João Cantinho

com Sem comentários

Escritores > Maria João Cantinho

Data Nasc: Naturalidade: Lisboa

Na web: Site Blog Facebook Twitter Instagram


Biografia:

Nasceu em 1963, em Lisboa e viveu a sua infância em Angola.

Regressou em Fevereiro de 1975 e estudou na Universidade Nova de Lisboa, onde se licenciou em Filosofia, realizou dissertação de mestrado e se doutorou, em Filosofia Contemporânea.

Actualmente é professora no Ensino Secundário e Professora Auxiliar no IADE (Creative University of Lisbon), membro integrado do Centro de Filosofia da Faculdade de Letras de Lisboa e Membro Associado do Collège d’Études Juives et de Philosophie Contemporaine,  Membro da Direcção do Pen Clube Português, da APE (Associação Portuguesa de Escritores) e da APCL (Associação Portuguesa de Críticos Literários).

Publicou várias obras de Ficção, Poesia e Ensaio.

Colabora regularmente com a Revista Colóquio-Letras e com diversas publicações, em Antologias de Poesia.

Participa regularmente em mesas-redondas e conferências.

 




A nossa entrevista

‘Estamos hoje tão atordoados pelas luzes e pelo ruído que perdemos a capacidade de escutar e de olhar para as pequenas coisas’ - 25/05/2017

Maria, quando é que surgiu a sua vontade de escrever ficção e de publicar? A escrever comecei cedíssimo, como comecei a ler. A minha mãe impingia-me livros de menina, como aqueles contos da Condessa d … Ler mais


Principais Obras Publicadas

Do ínfimo
2016, Coisas de Ler

[…]É um livro com extremo equilíbrio (o mais equilibrado do conjunto), que tem arquitectura e é meditado, com ampla consciência do seu ofício, sendo discursivo sem cair no vício da retórica, com um léxico medido e uma expressividade controlada que não perde de vista os seus efeitos emocionais mas não … Ler mais

O Traço do Anjo
2011, Edium Editores

Traçar o poema como um vestígio de uma presença. Um instante que se demora, improvável, nas palavras, que nos chama e nos toma o olhar. Para logo se desvanecer, não sem nos deixar algo perturbados. Ela, presença, esteve aí, olhou-nos, demorou-se suficiente para que a sentíssemos. Mas o seu tempo … Ler mais

O Anjo Melancólico
2008, Angelus Novus

Partindo de uma contextualização e análise dos principais aspectos e categorias do pensamento de Walter Benjamin, que influenciou decisivamente as correntes estéticas e filosóficas da segunda metade do século XX, pretende-se neste livro levar a cabo, uma compreensão do seu conceito de alegoria.

Cantos de Solidão
2006, Ver o Verso Edições

Os Cantos de Solidão de Maria João Cantinho fazem eco de uma memória difícil de explicar (“um tempo interior que às vezes dói muito…”), mas à qual podemos ficar presos, não conseguindo viver a vida. (Sobre)vivemos, então, numa imensa “solidão livre” que perigosamente se confunde com felicidade. Troca-se o dia … Ler mais

A História do Palhaço Bonifácio
2006, Ver o Verso Edições

“A caravana avançava sob o sol a pique. Era Primavera e o tempo estava quente. Era um mundo ruidoso, aquele, onde os artistas estavam em permanente rotação, mas jamais deixavam de treinar e ensaiar, apesar da vida dura que levavam, entre viagens e com a casa permanentemente às costas. Meia-dúzia … Ler mais


Comprar livros de Maria João Cantinho: ALMEDINA | BERTRAND | BULHOSA | FNAC | LEYA | WOOK


Comentar