José Riço Direitinho

com Sem comentários

Escritores > José Riço Direitinho

Data Nasc: Naturalidade: Lisboa

Na web: Blog Facebook


Biografia:

José Riço Direitinho nasceu em Lisboa em Julho de 1965, sendo licenciado em Agronomia nas especialidades de Economia Agrária e de Sociologia Rural.

O livro A Casa do Fim marcou, em 1992, a sua estreia literária, tendo publicado depois os romances Breviário das Más Inclinações (finalista do Grande Prémio de Romance e Novela da APE, vencedor do Prémio Ramón Gomez de la Serna) e O Relógio do Cárcere (Prémio Villa de Madrid, entre concorrentes de 26 países).

Viveu em Berlim durante um ano e meio com uma bolsa do Berliner Künstlerprogramm, onde escreveu o livro Histórias com Cidades (publicado em 2001).

Parte das histórias incluídas no presente livro, foram escritas na Ledig House, residência para escritores em Nova Iorque.

Com romances ou contos traduzidos na Alemanha, Holanda, Itália, Espanha, França, Inglaterra e Israel, a sua obra é hoje reconhecida como uma das mais representativas da nova geração europeia.




Principais Obras Publicadas

«Depois de se ter deitado com um homem, lavava-se sempre numa infusão de folhas de arruda, apanhadas ao luar, e bebia tisanas com sementes de funcho e de sargacinha-dos-montes, para que as regras não lhe faltassem.» Assim começa este romance que narra a vida e a morte (aos 33 anos, … Ler mais

A Casa Do Fim
2006, Asa

O livro A Casa do Fim é composto por dez narrativas breves e autónomas, histórias de vida e, sobretudo, de morte, protagonizadas por personagens invulgares. Direitinho dá forma a um universo ficcional fortemente determinado pela ruralidade, onde a tendência realista facilmente se combina com um halo de fantástico. Em A Casa … Ler mais

Sete histórias que trazem dentro cidades e ausências, e também muitos medos (e ainda restos de solidão, de paixões, de buscas, de achamentos e de abandonos). Dez cenários para a nova escrita de José Riço Direitinho, capaz – depois do êxito internacional dos seus três livros anteriores – de transformar … Ler mais

Tendo como cenário o mesmo mundo rural que José Riço Direitinho elegeu como palco das suas ficções anteriores e, mais uma vez, retratando muito bem um país que aos poucos está a desaparecer, a acção de “O Relógio do Cárcere” decorre entre o início de 1832 e os primeiros meses … Ler mais


Comprar livros de José Riço Direitinho: ALMEDINA | BERTRAND | BULHOSA | FNAC | LEYA | WOOK


Comentar