Jorge de Sena

com Sem comentários

Escritores > Jorge de Sena

Data Nasc: 02/11/1919 Naturalidade: Lisboa

Na web:


Biografia:

Jorge Cândido Alves Rodrigues Telles Grilo Raposo de Abreu de Sena, nasceu, em Lisboa, no dia 2 de novembro de 1919.

Foi poeta, crítico, ensaísta, ficcionista, dramaturgo, tradutor e professor universitário português.

É hoje considerado um dos grandes poetas de língua portuguesa e uma das figuras centrais da cultura do século XX.

Frequentou a Faculdade de Ciências de Lisboa e formou-se em Engenharia Civil na Faculdade de Engenharia do Porto.

Em 1959 exilou-se no Brasil e naturalizou-se brasileiro em 1963, ano em que publicou “Metamorfoses”. Em 1965 mudou-se para os Estados Unidos, onde foi Professor, na Universidade do Wisconsin e na Universidade da Califórnia.

Para além da sua actividade como escritor e professor, Jorge de Sena empenhou-se na divulgação de autores e correntes estrangeiras através de inúmeros estudos, conferências e traduções.

A sua obra, vasta e multifacetada, é marcada sobretudo pela reflexão humanista acerca da liberdade do Homem. Tem publicado mais de vinte coletâneas de poesia, peças, romances e contos entre muitas outras obras de crítica e ensaio.

Faleceu em Santa Barbara, Califórnia, no dia 4 de junho de 1978.

Em 1978, a Câmara Municipal de Lisboa homenageou o escritor dando o seu nome a uma rua na zona da Quinta de Santa Clara, na Ameixoeira.

Recebeu o Prémio Internacional de Poesia Etna-Taormina, pelo conjunto da sua obra poética, e foi condecorado com a Ordem do Infante D. Henrique, por serviços prestados à comunidade portuguesa. Recebeu, postumamente, a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada de Portugal a 30 de Agosto de 1978.

Em 1980, foi inaugurado o Jorge de Sena Center for Portuguese Studies, na Universidade da Califórnia, em Santa Bárbara.

No dia 11 de setembro de 2009, os seus restos mortais foram trasladados de Santa Barbara, Califórnia, para o Talhão dos Artistas do Cemitério do Prazeres, em Lisboa, depois de uma cerimónia de homenagem na Basílica da Estrela, com a presença de familiares, amigos e entidades oficiais.

A Edições 70 editou, entre 1980 e 2006, a obra de Jorge de Sena, numa edição dirigida por Mécia de Sena, esposa do autor.

A Guimarães Editores tem vindo a publicar, desde 2009, a obra completa de Jorge de Sena, coordenada por Jorge Fazenda Lourenço.

BIBLIOGRAFIA:

Poesia:

Perseguição (1942);

Coroa da Terra (1946);

Pedra Filosofal (1950);

As Evidências (1955);

Fidelidade (1958);

Poesia-I (1961);

Metamorfoses, seguidas de Quatro Sonetos a Afrodite Anadiómena (1963);

Arte de Música (1968);

Peregrinatio ad Loca Infecta (1969);

90 e Mais Quatro Poemas de Constantino Cavafy (1970);

Poesia de 26 Séculos: De Arquíloco a Nietzsche (1971);

Exorcismos (1972);

Trinta Anos de Poesia (antologia, 1972);

Camões Dirige-se aos Seus Contemporâneos e Outros Textos (1973);

Conheço o Sal… e Outros Poemas (1974);

Sobre Esta Praia… Oito Meditações à beira do Pacífico (1977);

Poesia-II (Fidelidade, Metamorfoses, Arte de Música) (1978);

Poesia-III (Peregrinatio ad Loca Infecta, Exorcismos, Camões Dirige-se aos Seus Contemporâneos, Conheço o Sal… e Outros Poemas, Sobre Esta Praia…) (1978);

Poesia do Século XX: De Thomas Hardy a C. V. Cattaneo (1978);

40 Anos de Servidão (1979);

80 Poemas de Emily Dickinson (1979);

Sequências (1980);

Visão Perpétua (1982);

Post-Scriptum-II (1985);

Dedicácias (1999).

Teatro:
O Indesejado (1951);

Amparo de Mãe e Mais 5 Peças em 1 Acto (1974);

Mater Imperialis: Amparo de Mãe e Mais 5 Peças em 1 Acto seguido de um Apêndice (1990).

Ficção:
Andanças do Demónio (1960);

A Noite que Fora de Natal (1961);

Novas Andanças do Demónio (1966);

Os Grão-Capitães: Uma Sequência de Contos (1976);

O Físico Prodigioso (1977);

Antigas e Novas Andanças do Demónio (1978);

Sinais de Fogo (1979);

Génesis (1983);

Monte Cativo e Outros Projectos de Ficção(1994).

Obras Críticas, de História Geral, Cultural ou Literária:
Páginas de Doutrina Estética, de Fernando Pessoa (1946);

Florbela Espanca ou a Expressão do Feminino na Poesia Portuguesa (1947);

Líricas Portuguesas: 3ª Série (1958);

Da Poesia Portuguesa (1959);

História da Literatura Inglesa, de A. C. Ward (1960);

«O Poeta é um Fingidor» (1961);

O Reino da Estupidez-I (1961);

A Literatura Inglesa: Ensaio de Interpretação e de História (1963);

Teixeira de Pascoaes: Poesia (1965);

Uma Canção de Camões (1966);

Estudos de História e de Cultura (1967);

Os Sonetos de Camões e o Soneto Quinhentista Peninsular (1969);

A Estrutura de Os Lusíadas e Outros Estudos Camonianos e de Poesia Peninsular do Século XVI (1970);

Dialécticas da Literatura (1973);

Maquiavel e Outros Estudos (1974);

Francisco de la Torre e D. João de Almeida (1974);

Poemas Ingleses, de Fernando Pessoa (1974);

Régio, Casais, a presença e Outros Afins (1977);

Dialécticas Aplicadas da Literatura (1978);

O Reino da Estupidez-II (1978);

Trinta Anos de Camões, 1948-1978 (Estudos Camonianos e Correlatos) (1980);

Estudos de Literatura Portuguesa-I (1982);

Fernando Pessoa & Cª Heterónima (Estudos Coligidos 1940-1978) (1982);

Estudos sobre o Vocabulário de Os Lusíadas: Com Notas sobre o Humanismo e o Exoterismo de Camões (1982);

Inglaterra Revisitada (Duas Palestras e Seis Cartas de Londres) (1986);

Sobre o Romance (Ingleses, Norte-Americanos e Outros) (1986);

Estudos de Literatura Portuguesa-II (1988);

Estudos de Literatura Portuguesa-III (1988);

Estudos de Cultura e Literatura Brasileira (1988);

Sobre Cinema (1988);

Do Teatro em Portugal (1989);

Amor e Outros Verbetes (1992);

O Dogma da Trindade Poética (Rimbaud) e Outros Ensaios (1994);

Diários (2004);

Sobre Literatura e Cultura Britânicas (2005);

Poesia e Cultura (2005).

Correspondência:
Jorge de Sena / Guilherme de Castilho (1981);

Mécia de Sena / Jorge de Sena: Isto Tudo Que Nos Rodeia (Cartas de Amor) (1982);

Jorge de Sena / José Régio (1986);

Jorge de Sena / Vergílio Ferreira (1987) Cartas a Taborda de Vasconcelos: Correspondência Arquivada (1987);

Eduardo Lourenço / Jorge de Sena (1991);

Jorge de Sena / Edith Sitwell (1994);

Dante Moreira Leite / Jorge de Sena: Registos de uma convivência intelectual (1996).

 




Principais Obras Publicadas

Monte Cativo e Outras Ficções
2014, Guimarães Editores

Este volume reúne a ficção de Jorge de Sena escrita entre 1936 e 1940 (partes I e II) e outros tentames e projectos posteriores (parte III) que Mécia de Sena, por razões de oportunidade editorial, havia publicado, separadamente, em Génesis (1983) e Monte Cativo e Outros Projectos de Ficção (1994). A reunião dos contos … Ler mais

Entrevistas 1958-1978
2013, Guimarães Editores

«Este volume das Obras Completas de Jorge de Sena colige 44 entrevistas concedidas pelo poeta entre 1958 e 1978. Três são total ou parcialmente inéditas, e outras três nunca haviam sido traduzidas para português. A maioria situa-se na última década da vida de Jorge de Sena, cujo início é marcado, … Ler mais

Rever Portugal
2011, Guimarães Editores

«Rever Portugal» reúne os textos políticos e afins que Jorge de Sena escreveu entre 1959 e 1978. A maior parte pertence ao período do seu exílio no Brasil, onde integrou as fileiras da oposição democrática ao salazarismo, e outra parte aos tempos de mudança da revolução de Abril, da descolonização … Ler mais

América, América
2011, Guimarães Editores

“América, América” reúne textos escritos por Jorge de Sena,entre 1968 e 1978,sobre a vida política e cultural dos Estados Unidos,e,de um modo mais testemunhal,sobre a sua experiência americana.O título procura fazer «pendant» com a série de poemas «América,América,I love you» de «Sequências».Sob alguns aspectos,esta obra é o prolongamento complementar dos … Ler mais

Jorge de Sena pelo Próprio
2011, CNM - Companhia Nacional de Música

Poemas seleccionados e ditos pelo autor (Audiolivro – CD).

80 Poemas de Emily Dickinson
2010, Guimarães Editores

O encontro de dois grandes poetas é sempre um fenómeno notável. Quando em 1979 Jorge de Sena, indiscutivelmente um dos maiores poetas portugueses do seu século, traduziu a obra “80 Poemas de Emily Dickinson”, uma das maiores poetisas americanas de sempre, aconteceu um desses momentos raros. Há muito esgotado no … Ler mais

Antologia Poética
2010, Guimarães Editores

A obra Antologia Poética de Jorge de Sena é uma selecção de cerca de 200 poemas de um dos mais importantes poetas de língua portuguesa. Esta edição é valorizada pela organização, selecção e prefácio de Jorge Fazenda Lourenço, o maior especialista da obra de Jorge de Sena. Antologia Poética de … Ler mais

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura 8º Ano de escolaridade Leitura orientada na Sala de Aula – Grau de dificuldade III Três histórias que nos falam dos sentimentos que unem os homens, crianças e adultos, e os animais!O arisco Papagaio Verde torna-se o confidente e companheiro da criança, partilhando … Ler mais

“Defronte da minha actual casa de Londres, em Chelsea, viveu Carlyle. Mais adiante, à beira do rio, viveram Dante Gabriel Rossetti e Swinburne, e George Eliot. Não há ninguém medianamente ilustre que não tenha pelo menos um cenotáfio em Westminster ou um retrato na National Portrait Gallery. Stratford-upon-Avon é uma … Ler mais

Poesia do Século XX
2001, Edições Asa [Reed. 2003]
Mater Imperialis
1990, Edições 70

Publicam-se neste volume seis peças em um acto, duas de 1948 e quatro escritas entre 1964-71, publicadas no início dos anos 70. Amparo de mãe Ulisseia Adúltera, 1952 A morte do Papa O império do Oriente O banquete de Diónisos, 1969 Epimeteu, ou o homem que pensava depois, 1971

A Literatura Inglesa
1989, Livros Cotovia
Post-Scriptum
1985, INCM - Imprensa Nacional-Casa da Moeda

Volume I e II. Poesia de Jorge de Sena com recolha, transcrição, nota de abertura e notas de Mécia de Sena.

Génesis
1983, Edições 70

‘Génesis’ agrupa dois contos inéditos de Jorge de Sena; ‘O Paraíso Perdido’ e ‘Caim’. Escritos entre 1937 e 1938, na juventude do autor, estes dois contos bíblicos aparecem entrelaçados no tempo com a sua primeira obra poética.

Visão Perpétua
1982, INCM - Imprensa Nacional-Casa da Moeda [Reed. 1989, Edições 70]

Poesia

Ensaio.

Sequências
1980, Moraes Editora

Poesia

Dedicácias
1980, Três Sinais [Reed. 2010, Guerra & Paz]

Poesia

Sinais de Fogo
1979, Edições 70 [Reed. 2009, Guimarães Editores; 2017, Livros do Brasil]

Plano Nacional de Leitura Livro recomendado para o Ensino Secundário como sugestão de leitura. Jorge de Sena é um dos mais relevantes escritores de língua portuguesa e figura central do panorama cultural do século XX. A diversidade da sua obra compreende poesia, teatro, ficção, crítica, selecção de antologias, história, traduções, … Ler mais

40 anos de servidão
1979, Moraes Editora

Poesia

Aplicação à crítica e à análise literárias das grandes linhas enunciadas nas ‘Dialécticas Teóricas da Literatura’, este é um conjunto de ensaios sobre o conceito de modernidade na poesia portuguesa contemporânea.

Poesia 2
1978, Moraes Editora [Reed. 2015, Guimarães Editores]
Poesia 3
1978, Moraes Editora [Reed. 1989, Edições 70]
Antigas e Novas Andanças do Demónio
1978, Edições 70 [Reed. 2015, Guimarães Editores]

Este volume reúne os dois primeiros volumes de contos de Jorge de Sena: Andanças do Demónio, 1960 e Novas Andanças do Demónio, 1966.

Poesia 1
1977, Moraes Editora [Reed. 2014, Guimarães Editores]

A poesia de Jorge de Sena aparece, nesta colecção das suas Obras Completas, editada em dois volumes. O primeiro reúne os livros que o poeta publicou em vida, entre 1942 (Perseguição) e 1977 (Sobre esta praia…), e que foram por ele coligidos em Poesia-I (1961; 2.ª ed., 1977), Poesia-II (1978) … Ler mais

Poesia

Os Grão-Capitães
1976, Edições 70 [Reed. 2007, Edições Asa; 2016, Guimarães Editores]

Plano Nacional de Leitura Livro recomendado para o 3º ciclo, destinado a leitura autónoma. Porque é sem dúvida Portugal que Jorge de Sena evoca em todas as situações destes contos [Os Grão-Capitães], contribuindo desse modo para elevar um particular incidente e personagem ao nível do representativo. A casa que serve … Ler mais

Poesia.

Maquiavel, Marx e outros estudos
1973, Livraria Paisagem [Reed. 1991, Livros Cotovia]

“Ao relerem-se hoje – à distância de mais de três décadas, em alguns casos – os presentes ensaios, não podem deixar de impressionar-nos, a par da sua flagrante actualidade e da diversidade dos interesses que patenteiam, a solidez da cultura, o vigor da argumentação, a clareza, o brilho e a … Ler mais

Exorcismos
1972, Moraes Editora

Poesia

Os Sonetos de Camões e o Soneto Quinhentista Peninsular
1969, Portugália [Reed. 1981, Edições 70]

Ensaio

Peregrinatio ad Loca Infecta
1969, Portugália Editora

Poesia

Arte de Música
1968, Moraes Editora

Poesia

O Físico Prodigioso
1964, Reed. 1977, Edições 70 [Reed. 2010, Guimarães Editores]

Plano Nacional de Leitura Livro recomendado para o Ensino Secundário como sugestão de leitura. «Símbolo da liberdade e do amor», nas palavras do seu autor, O Físico Prodigioso é uma obra de 1964 aqui apresentada segundo a reedição de 1977. Novela fabulosa, bebe na tradição do conto fantástico português, mais … Ler mais

Metamorfoses
1963, Moraes Editora

Poesia

O poeta é um fingidor
1961, Edições Ática

Ensaio.

O Reino da Estupidez
1961, Moraes Editora

Ensaio

Da poesia Portuguesa
1959, Edições Ática

Ensaio.

Fidelidade
1958, Moraes Editora

Poesia

Poema em 21 Sonetos.

O Indesejado
1951, Cadernos das Novas Musas [Reed. 1986, Edições 70]

Um clássico na obra de Jorge de Sena, um momento alto no Teatro Português. Tragédia em quatro actos, em verso, «O Indesejado» data de 1945. Publicada em vários números da revista «Portucale», conheceu a sua primeira edição, em volume, em 1951, numa separata daquela publicação, com a tiragem de 500 … Ler mais

Pedra Filosofal
1950, Confluência

Poesia.

Coroa da Terra
1946, Lello & Irmão

Poesia

Perseguição
1942, Edições Cadernos de Poesia

Primeiro Livro de Poesia de Jorge de Sena


Comprar livros de Jorge de Sena: ALMEDINA | BERTRAND | BULHOSA | FNAC | LEYA | WOOK


Comentar