Joel Neto

com 1 comentário

Escritores > Joel Neto

Data Nasc: 03/03/1974 Naturalidade: Angra do Heroísmo

Na web: Site Facebook Twitter Instagram


Autor de Arquipélago, O Citroën Que Escrevia Novelas Mexicanas e A Vida no Campo, entre outros títulos, Joel Neto publica no jornal Diário de Notícias a coluna homónima (A Vida No Campo), série de relatos sobre o seu próprio regresso à Terra Chã, freguesia rural da ilha Terceira (Açores).

Os seus romances O Terceiro Servo, Os Sítios Sem Resposta e Arquipélago integram o Plano Regional de Leitura dos Açores, sendo que o primeiro faz parte também do programa da área de Estudos Açorianos da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, no Brasil, e o terceiro do da área correspondente no Department of Portuguese and Brazilian Studies da Brown University, nos Estados Unidos. O Citroën Que Escrevia Novelas Mexicanas foi adotado como leitura obrigatória pela Universidade dos Açores. José Mourinho, o Vencedor, biografia do treinador de futebol homónimo, foi traduzido em Inglaterra e na Polónia.

Arquipélago, o mais recente romance (ed. Marcador, Maio de 2015), mereceu rápido aplauso da crítica e do público, esgotando a primeira edição ao fim de duas semanas. Em menos de três meses, estava na quarta edição. Foi finalista do Prémio Fernando Namora 2015. A Vida no Campo (ed. Marcador, Maio de 2016), segundo volume do tríptico de diferentes géneros a que o autor chamou “do Regresso”, chegou ao mercado já em segunda edição, reunindo os elogios de alguns dos principais críticos portugueses.

Para além dos livros e dos contos dispersos, que o representam em antologias em Portugal, Espanha, Itália ou Brasil, Joel Neto mantém, enquanto cronista, colaboração ativa com diferentes jornais portugueses, açorianos e da diáspora portuguesa nos Estados Unidos e no Canadá.

Estudou Relações Internacionais e começou a escrever para os jornais aos 15 anos, no açoriano Diário Insular. Como jornalista, trabalhou na imprensa, na televisão e na rádio, nas qualidades de repórter, editor, chefe de redação, comentador, autor de conteúdos e apresentador. Diário de Notícias, Grande Reportagem, Volta ao Mundo, NS’ , Focus, Jornal de Notícias e O Jogo são apenas algumas das publicações a que ligou o seu nome.

Na estação pública açoriana de televisão, RTP/Açores, os seus programas Choque de Gerações (2004-2005) e História da Minha Vida (2005-2007) atingiram alguma notoriedade. Foi colaborador da TSF-Rádio Jornal, integrou o painel de comentadores de golfe da estação SportTV e ganhou os prémios José Roquette, Gazeta de Reportagem e Jornal da Praia.

Nascido em Angra do Heroísmo, vive entre o lugar dos Dois Caminhos, na referida Terra Chã, e a cidade de Lisboa.


Principais Obras Publicadas

A Vida no Campo
2016, Marcador

Um homem e uma mulher. Um jardim e uma horta. Dois cães. Ao fim de vinte anos na grande cidade, Joel Neto instalou-se no pequeno lugar de Dois Caminhos, freguesia da Terra Chã, ilha Terceira. Rodeado de uma paisagem estonteante, das memórias da infância e de uma panóplia de vizinhos … Ler mais

Arquipélago
2015, Marcador

Açores, 1980. Uma criança desaparecida. Um homem que não sente os terramotos. Quando um grande terramoto faz estremecer a ilha Terceira, o pequeno José Artur Drumonde dá-se conta de que não consegue sentir a terra tremer debaixo dos pés. Inexplicável, esse mistério há-de acompanhá-lo durante toda a vida. Mas, entretanto, … Ler mais

Os sítios sem resposta
2012, Porto Editora

Um homem muda de tudo: muda de mulher e de partido, muda de religião e até de sexo – muda daquilo que quiser, menos de clube de futebol. Miguel João Barcelos mudou. Atrás, tem dois casamentos fracassados, uma monótona carreira de profissional de seguros e uma longa história de serões … Ler mais

Os vegetarianos e os nudistas. Os cães e os escritores vivos. Os telefones, o silicone e o socialismo. As raparigas demasiado magras. O Benfica. As mulheres infiéis. O cinema fantástico, os anos 80 e a bem-aventurança em geral. Joel Neto parece colecionar inimigos ao mesmo ritmo a que vai escrevendo. … Ler mais

O Terceiro Servo
2007, Presença

Miguel Barcelos, jornalista nascido nos Açores no ano da Revolução de Abril, lê a notícia do assassinato de um velho amigo num jornal. Decidido a investigar o sucedido, parte para os Açores. A viagem no espaço é também uma viagem no tempo, sobretudo um longo percurso de confrontação interior. O … Ler mais

Joel Neto estreou-se na ficção com o romance “O Terceiro Servo”, que obteve um excelente acolhimento do público e da crítica. No ano de 2001 publicou em diversos jornais e sites, nacionais e estrangeiros, a série de ficção «Classe de 74», e são justamente as versões integrais desses textos que … Ler mais


Comprar livros de Joel Neto: VER LIVRARIAS


Entrevista

‘Aprendemos com os bons livros, mas apenas atingimos a plenitude com os livros extraordinários’ - 15/02/2017

Joel, quando é que surgiu a sua vontade de escrever e de publicar? Na adolescência creio. Não nasci numa casa de livros, mas comecei a fazer jornais em máquinas de escrever aos onze/doze anos. Depois, … Ler mais


Vídeo

Mais vídeos >>

Um comentário

  1. Clara Amorim
    | Responder

    Grande Joel Neto! Os seus últimos livros são uma indescritível viagem pelo mundo das tradições, estórias, vivências, emoções, sensações, sons, cheiros, sabores, …, dos Açores! Sentimo-nos lá e de lá não queremos sair!

Comentar