Isabel Rio Novo

com Sem comentários

Escritores > Isabel Rio Novo

Data Nasc: Naturalidade: Porto

Na web: Blog Facebook


Isabel Rio Novo nasceu no Porto, onde se doutorou em Literatura Comparada.

Leciona Escrita Criativa e outras disciplinas no âmbito da literatura, cinema e outras artes, sendo autora de diversas publicações académicas nessas áreas.

Integrou os júris de prémios literários e de fotografia. Os seus textos de ficção estão presentes em várias antologias, com destaque para a primeira coletânea de contos do Centro Mário Cláudio (O País Escondido, 2016).

É autora de O Diabo Tranquilo, a partir de poemas de Daniel Maia-Pinto Rodrigues, da novela A Caridade (2005, Prémio Literário Manuel Teixeira Gomes), do livro de contos Histórias com Santos (2014), e dos romances Rio do Esquecimento (2016, finalista do Prémio LeYa 2015 e semifinalista do Prémio Oceanos 2017) e Madalena (inédito, Prémio Literário João Gaspar Simões 2016).


Principais Obras Publicadas

Rio do Esquecimento
2016, Dom Quixote

Inverno de 1864. Sentindo a morte a aproximar-se, Miguel Augusto regressa do Brasil, onde enriqueceu, e instala-se no velho burgo nortenho, no palacete conhecido como Casa das Camélias, com a intenção de perfilhar Teresa Baldaia e torná-la sua herdeira. No mesmo ano, Nicolau Sommersen pensa em fazer um bom casamento, … Ler mais

Histórias com Santos
2014, Simplesmente

Coletânea de contos que reinterpretam, enquanto ficções literárias, as matérias biográficas de alguns santos da tradição cristã ocidental, entre os quais André, Martinho ou Isabel de Portugal. Situadas entre a hagiografia moderna, a tentação da heresia e a invenção surreal, alternando a melancolia com o humor subtil, as Histórias com … Ler mais

A Caridade
2005, Câmara Municipal de Portimão

Nos corredores de uma casa que foi um convento, depois um palacete, e agora é um asilo de velhos, cruzam-se uma Diretora conscienciosa, um Rapaz bem intencionado, uma Arrumadora amargurada, um Padre descrente e um Senhor da cidade grande em desespero. Entre os velhos anónimos, duas irmãs cegas carregam segredos … Ler mais

O Diabo Tranquilo
2004, Campo das Letras

Excerto: (…) O que Isabel Rio Novo e Daniel Maia-Pinto Rodrigues nos propõem, em quatro narrativas muito cativantes e sugestivamente elípticas, é da ordem de uma trabalhada banalidade. (…) Se há um diabo nestas páginas, ele tem razões para ficar tranquilo. Tranquilo como o predador que aposta na quase imobilidade, … Ler mais


Comprar livros de Isabel Rio Novo: VER LIVRARIAS


Crónicas do escritor

23/06/2017 - PALAVRAS

Comentar