Francisco Duarte Mangas

com Sem comentários

Escritores > Francisco Duarte Mangas

Data Nasc: 26/03/1960 Naturalidade: Rossas, Vieira do Minho

Na web: Blog Facebook


Biografia:

Francisco Duarte Mangas nasceu em Vieira do Minho, em 1960.

É poeta e ficcionista, com uma extensa e premiada bibliografia – Prémio Carlos de Oliveira, Prémio Eixo Atlântico de Narrativa Galega e Portuguesa e Grande Prémio de Literatura ITF.

Integrou a direção do Teatro Experimental do Porto-Círculo de Cultura Teatral, quando o TEP tinha sede na margem direita do Douro,  foi vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas e  é o presidente da Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto.

Bibliografia:

Diário de Link, 1997, Editorial Teorema – Prémio Carlos de Oliveira;

Ladrão de Violetas, 1995, Editorial Teorema

Geografia do Medo, 1997, Editorial Teorema – Prémio Eixo Atlântico de Narrativa Galega e Portuguesa; Grande Prémio de Literatura ITF

Elefantezinho Verde, 1999, Elefante Editores (2ª ed. Campo das Letras, 2001)

A Fenda no Cavalo, 1999, Editorial Teorema

O Medo não podia ter tudo, 1999, Campo das Letras, em coautoria com Augusto Baptista

O Homem do saco de Cabedal, 2000, Campo das Letras

A Morte do Dali, 2001, Editorial Teorema

Os passos por dentro de casa, 2002, Edições Asa

O Coração transido dos mouros, 2002, Editorial Teorema

Transumância, 2002, Campo das Letras

Breviário do Sol, 2002, Caminho, em co-autoria com João Pedro Mésseder

Breviário da Água, 2004, Caminho, em co-autoria com João Pedro Mésseder

O Gato Karl, 2005, Caminho

O Ladrão de Palavras, 2006, Caminho

A Casa dos Caçadores, 2007, Hidra Editores

O Noitibó, a Gralha e Outros Bichos, 2009, Caminho

Sílvio, Domador de Caracóis, 2010, Caminho

A menina, 2010, Caminho das Palavras

A Rapariga dos lábios azuis, 2011, Quetzal

A fome apátrida das aves, 2013, Modo de Ler

O Gato Karl – a Palavraria, 2014, Caminho das Palavras

Jacarandá, 2015, Teodolito

O Senhor Nunca e o Senhor Jamais, 2016, Edições Afrontamento

Sílvio, guardador de Ventos, 2016, Caminho

 




Principais Obras Publicadas

O Senhor Nunca e o Senhor Jamais
2016, Edições Afrontamento

O senhor Nunca e o senhor Jamais nem parecem irmãos. Há sempre qualquer coisa a dividi-los. É uma vida de amuos e muito triste anda a mãe. Se pudesse, a senhora Em Tempo Algum mudaria o nome dos filhos: chamaria Jamais ao mais velho, Nunca ao mais novo. Poderá algum … Ler mais

Pensando melhor… Mãe, o teu filho será um guardador de ventos. E se surge uma tempestade? – diz a mãe Sílvio continua a procurar saber o que será quando for grande. Ao longo do livro ele vai pensando nas várias possibilidades que mais lhe agradam, ao mesmo tempo que a … Ler mais

Jacarandá
2015, Teodolito

Uma história do medo, da clandestinidade política, de afetos e traições. Da tortura, da mais bárbara tortura e da perigosa arte do silêncio (não rachar) perante os torturadores. O romance parte de um facto real: o assassinato de um “proprietário e capitalista” dizem os jornais da época, na Rua do … Ler mais

O Gato Karl – a Palavraria
2014, Caminho das Palavras

O gato Karl é persistente. Fracassada a primeira tentativa para mudar o mundo, abre a Palavraria: uma loja onde nada vende, apenas oferece palavras de desentristecer. Debaixo da magnólia branca, Karl e o seu caderninho de capas cor de fogo recebem a menina Rosa Luxemburgo, triste por ver as árvores … Ler mais

A fome apátrida das aves
2013, Modo de Ler

Neste livro, a poesia recorda várias vezes mas discretamente a poesia de Carlos de Oliveira. Francisco Duarte Mangas, gauda dessa outra a sobriedade e a brevidade, o desenho minucioso da imagem, os valores da proximidade com os acidentes morfológicos e a respiração da terra: a ligação apaixonada com a imaginação … Ler mais

A Rapariga dos lábios azuis
2011, Quetzal Editores

A Rapariga dos Lábios Azuis é uma história de mistério e vingança. E também de amor e morte – a da jovem forasteira que não podendo consumar o seu amor se envenena (ou deixa envenenar). Uma narrativa a duas vozes (avó e neto) e em dois tempos (o século XIX e … Ler mais

A menina
2010, Caminho das Palavras

Um pai natal à moda antiga, inventor de brinquedos de madeira, exausto de tantas viagens debaixo da neve, delega arte e o generoso ofício no filho. Parte de madrugada: no regresso, dias depois, só as renas e um capote. O filho adorava as árvores da floresta, desde menino repartia solidões, … Ler mais

Plano Nacional de Leitura Livro recomendado para o 1º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada. Quando crescer, o Sílvio quer ser tantas, tantas coisas… Mas a mãe do Sílvio, atenta, quer mostrar-lhe que nem todas as escolhas cabem na medida dos nossos sonhos (ou vice-versa). Terá a mãe razão?

Na discreta vida dos bichos dormem pequeninas histórias desconhecidas, como a biografia da carriça, que a palavra resgata. E devagar ilumina.O que é o noitibó além da agradável sonoridade do nome? Por que motivo o longínquo mamute traz consigo talvez a mais antiga história de amor? E o tímido coelho, … Ler mais

O Ladrão de Palavras
2006, Caminho

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para o 3º ano de escolaridade, para leitura autónoma e leitura com apoio do professor ou dos pais. Impedidos das palavras luminosas, as mais doces, os meninos de uma aldeia, cercada por montes e receios, acordam um dia com barba verde de musgos. … Ler mais

Breviário da Água
2004, Caminho

Em co-autoria com João Pedro Mésseder. A água pura, diziam os antigos, bebe-se pelo coração. É essa remota água que o novo Breviário de Francisco Duarte Mangas e João Pedro Mésseder procura redescobrir nas palavras, através da palavra. Com paciência de vedor, foram ao Gerês, escreveram o Douro, passearam à … Ler mais

Breviário do Sol
2002, Caminho

Em co-autoria com João Pedro Mésseder Às vezes o sol nasce dentro das palavras. Outras palavras, se reparares bem, são a casa efémera do sol. Neste Breviário, João Pedro Mésseder e Francisco Duarte Mangas encetam a viagem: uma viagem solar. Mas o sol é de todos.


Comprar livros de Francisco Duarte Mangas: ALMEDINA | BERTRAND | BULHOSA | FNAC | LEYA | WOOK


Comentar