“Diário de um Dromedário” reeditado pela Contraponto

com Sem comentários

O livro “Diário de um Dromedário” de Paulo Abrunhosa, publicado em 2001, volta aos escaparates das livrarias a partir do dia 26 de maio pela mão da Contraponto.

O Livro, com ilustrações de PAM, tem prefácios de Rui Moreira e João Gesta e posfácios de PAM e Pedro Abrunhosa.

 .

«Paulo Abrunhosa foi um agitador cultural, um homem com o vício de brincar com as palavras (“Dai-me/um part-time,/que eu aceito./De preferência, a trabalhar para um mundo perfeito!”). A rima emparelhada, em versos que não formam poemas, dá ritmo a textos extravagantes e ricos semântica e foneticamente, nos quais quase nunca as palavras se repetem. Este livro (“Deseja saber o que é?/Dirija-se a outro guichet!”), que conta com desenhos de PAM (Paulo Anciães Monteiro), pode ser lido (“É um completo nonsense/pedir-lhe que pense!”) como um manual de sobrevivência de um desalinhado na sociedade pós-moderna (“Antes o caos/que os maus!”), mas não deixará nunca de ser, sobretudo, uma forma de conhecer o universo e o talento de Paulo Abrunhosa (“Construí o meu ego/como um castelo da Lego:/um edifício/fictício,/feito de múltiplas peças./Só espero não as ter encaixado às avessas.”).»

.

.

Comentar