“Bilhete de Identidade”, de Maria Filomena Mónica, com edição revista e aumentada

com 2 comentários

Chega às livrarias, no dia 2 de junho, a 10ª edição do livro “Bilhete de Identidade – Memórias 1943-1976” de Maria Filomena Mónica, editado pela Alêtheia Editores. Trata-se de uma edição revista e aumentada.

 .

«Num país sem tradição memorialística, no qual as poucas obras que existem representam a justificação de acções pretéritas, Maria Filomena Mónica procura apresentar a sua vida sem glorificações nem lamúrias. Não presume fornecer a Verdade, mas apenas a sua verdade: outros terão olhado as pessoas, os acontecimentos e as peripécias de que aqui nos fala de forma diferente.

Num país conservador, católico e hipócrita, o tom cru deste livro poderá chocar. Mas a intenção da autora não foi essa, mas sim a de tentar perceber, e dar a perceber, uma vida, uma família e um país, entre 1902, data do nascimento da sua avó, e 1976, o ano em que, após uma estadia no estrangeiro, regressou a Portugal.»

.

.

2 Comentários

  1. José Lança-Coelho
    | Responder

    Tenho e li a 1ª ed. e gostei pelo desassombro da autora. Já não tenho uma opinião tão positiva acerca dos livros da autora sobre Cesário Verde e «As Farpas» de Eça e Ramalho.

  2. Não, não sei da obra… mas vou saber. Obrigada pela mostra

Comentar