“É Agora Como Nunca” apresentado na Livraria Flâneur

com Sem comentários

A Livraria Flâneur, no Porto, é o palco escolhido para o lançamento do livro “É Agora Como Nunca – Antologia Incompleta da Poesia Contemporânea Brasileira”, com organização de Adriana Calcanhotto e editado pela Cotovia.

A apresentação da obra realiza-se a 3 de maio, pelas 18h30m, e será feita por Adriana Calcanhotto, Joana Matos Frias, Osvaldo Silvestre e Luca Argel.

.

Reunir poetas, tornando parte da sua obra mais transportável, é a ideia na origem desta antologia.

“Em vez de levar nas férias de verão mais de quarenta livros de poesia contemporânea, levar um só.”

Ao todo, 41 poetas brasileiros contemporâneos, novíssimos muitos deles.

Antologia é, por definição, selecção e, neste caso, selecção “não académica e crítica”.

Adriana Calcanhotto, cantautora brasileira que dispensa apresentações, diz de si própria ser leitora diletante de poesia. Mas quem já conversou com ela assegura ser Adriana uma mulher cultíssima no que à poesia diz respeito – e grande conhecedora, também, da poesia portuguesa.

Converse, leitora, leitor, com estes poetas, estas vozes que se reinventam a si próprias neste momento. É um privilégio receber das mãos de Adriana Calcanhotto este “instantâneo da poesia brasileira agora”.

.

Comentar